Brasileiros do atletismo ficam em isolamento após contato com infectados pela Covid
COB
Brasileiros do atletismo ficam em isolamento após contato com infectados pela Covid

Os atletas Thiago André, dos 800m, e Caio Bonfim, da marcha atlética, foram isolados em quarentena em Tóquio, depois que tiveram contato com pessoas contaminadas pelo coronavírus. Eles foram chamados pela organização das Olimpíadas 2020, na última quinta-feira (29), para entrarem em isolamento. Mas nenhum dos dois foi impedido de competir.

Segundo o site "Uol", Thiago já participou da bateria eliminatória dos 800m na sexta-feira (31), mas terminou em oitavo lugar e não conseguiu se classificar. A esperança ainda está em Bonfim que irá disputar na marcha 20km na próxima quinta-feira (05).

Os atletas Thiago e Caio foram para Tóquio com um voo saído da Suíça. Só que no avião, sentaram-se perto de pessoas que testaram positivo para o novo corona vírus logo após a viagem. A mãe e treinadora de Bonfim, Gianetti Sena os acompanhava no mesmo voo e também foi posta em isolamento. Os três ainda estão dentro da Vila Olímpica, no prédio que fica do lado do laboratório olímpico.

Eles só puderam ser liberados para competir depois de comprovarem que não estavam contaminados através do Comitê Olímpico do Brasil (COB). Isso se deu pela testagem diária por RT-PCR que foi feita em todos os integrantes da delegação. A corrida de Bonfim acontecerá em Sapporo, e ele e sua mãe também precisarão usar máscaras e se isolar, da mesma forma que foi na prova de Thiago.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários