Olimpíadas
Divulgação
Olimpíadas

O ministro dos Esportes de Guiné, Sanoussy Bantama Sow, anunciou nesta quarta-feira (21) que o país africano não participaria dos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, em função da pandemia do novo coronavírus. Porém, logo em seguida, voltou atrás na decisão.

"O governo, após obter garantias das autoridades sanitárias, deu um parecer favorável à participação dos nossos atletas nas Olimpíadas de Tóquio", escreveu Sow em um comunicado. 

(Veja na galeria abaixo fotos da Olimpíada)

Em um primeiro momento, a nação enviaria apenas uma delegação de cinco atletas para as Olimpíadas, que iriam competir em quatro modalidades esportivas: luta livre, judô, natação e atletismo.

Essa confirmação foi dada em uma nota, anterior, apontando a culpa para a pandemia. "Preocupado em proteger a saúde dos atletas guineenses, o governo decidiu com pesar cancelar a participação de Guiné nas Olimpíadas de Tóquio", escreveu Sow.

A imprensa local, por sua vez, apontava que Guiné não iria participar por causa de problemas econômicos. A Guiné já disputou 11 vezes os Jogos Olímpicos, mas nunca conseguiu conquistar uma medalha. 

Em contrapartida, a Coreia do Norte e a Samoa já tinham anunciado que não iriam participar das Olimpíadas por conta da Covid-19 e mantiveram a decisão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários