Tamanho do texto

Tráfego nas redes de telefonia móvel nos locais de competição superou em mais de 18 vezes o volume registrado durante a Copa do Mundo de 2014

As operadoras de serviços de telecomunicações da recente Olimpíada no Brasil e dos Jogos Paralímpicos anunciaram a conquista de uma série de recordes que transformam o Rio 2016 no maior evento esportivo do mundo, o mais conectado e o mais compartilhado de todos os tempos.

E mais:  Justiça bloqueia bens de empresa responsável por transmissão dos Jogos Rio 2016

“Como fornecedores de todos os serviços de telecomunicações, Embratel, Claro e NET desempenharam um papel fundamental para o sucesso da Olimpíada , oferecendo uma infraestrutura robusta, de alta qualidade e compatível com a grandiosidade do evento”, comemorou José Félix, Presidente da América Móvil no Brasil.

Olimpíada do Rio foi a mais conectada da história
Divulgação
Olimpíada do Rio foi a mais conectada da história

“Estamos muito orgulhosos por termos participado desse projeto desde a sua concepção e pelo sucesso da infraestrutura disponibilizada para o maior e mais conectado evento de todos os tempos”, avaliou José Formoso, CEO da Embratel.

“O Rio 2016 é o evento mais compartilhado do mundo. Foram mais de 100 mil horas de imagens de TV, dezenas de bilhões de minutos de vídeos e de streaming ao vivo transmitidos para cerca de 5 bilhões de pessoas de cerca de 200 países”, comentou Daniel Barros, CEO da NET.

Números gigantes

O tráfego nas redes de telefonia móvel nos locais de competição superou em mais de 18 vezes o volume registrado durante a Copa do Mundo de 2014. O volume total de tráfego nas redes fixa e móvel no Rio de Janeiro atingiu 3,25 Petabytes, quase três vezes o volume registrado em Londres 2012 (1,15 Petabyte). Esse volume de dados equivale a 5 bilhões de fotos ou a 580 milhões de músicas.

Confira:  Reflorestamento fica abaixo da meta prevista como legado da Olimpíada

O site oficial dos Jogos, por exemplo, registrou cerca de 600 milhões de acessos, sendo 33% mais visitado do que o site de Londres 2012 que atingiu 450 milhões de visitantes únicos em 2012.

A infraestrutura de telecomunicações das empresas responsáveis funcionou com alta disponibilidade e qualidade. O Rio 2016 também superou todas as marcas da Copa do Mundo de 2014. Ao todo, foram registrados 345 milhões de minutos (100 vezes maior que a Copa), 22 milhões de chamadas (17 vezes), 79 milhões de conexões de dados (650% mais conexões) e 2,43 Petabytes de dados na rede móvel (370 vezes).

Veja:  Rio 2016 estabelece novo patamar para o esporte olímpico e paralímpico

Os atletas da Olimpíada e a equipe de organização receberam 33.000 chips de voz e dados de celular. Além disso, foram instalados 15.900 pontos de TV por Assinatura, 15.200 linhas fixas e 8.000 pontos de acesso Wi-Fi em 60 instalações olímpicas. Toda essa infraestrutura beneficiou o público presente no evento, além de 50.000 voluntários, mais de 15.000 atletas, comitivas de 200 países e mais de 25.000 jornalistas que tiveram acesso a rede gratuita.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.