Tamanho do texto

Dos oito brasileiros que disputaram eliminatórias do atletismo na manhã desta terça-feira, nenhum conseguiu avançar às finais e semifinais

Estadão Conteúdo

Joana Costa também caiu na primeira rodada do salto com vara no Rio 2016
CELSO PUPO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Joana Costa também caiu na primeira rodada do salto com vara no Rio 2016

Dos oito brasileiros que disputaram eliminatórias do atletismo na manhã desta terça-feira, nenhum conseguiu avançar às finais e semifinais no estádio do Engenhão. Foram duas quedas no salto com vara (feminino), uma na classificação dos 1500m (masculino), duas nos 100m com barreira (feminino) e mais três nos 200m (masculino).

LEIA MAIS:  Fabiana Murer chora após eliminação e culpa hérnia por decepção no Rio

O brasileiro Thiago André ficou em 11º na classificação final do primeiro grupo na prova de 1.500 metros. "Essa é a minha primeira experiência. Esse ano foi muito difícil para mim. Vim aqui e dei o meu melhor", disse Thiago André, antepenúltimo colocado.

Na prova do salto com vara, a mesma em que a vice-líder do ranking mundial Fabiana Murer foi eliminada precocemente, Joana Costa falhou na terceira tentativa para saltar a 4m30 e também caiu de forma antecipada. "Comecei bem. Passei tranquila no 4m15, e no 4m30 me atrapalhei".

LEIA MAIS:  Candomblé estaria por trás de vitória brasileira no salto com vara, diz francês

Nos 100m com barreiras, Maila Machado foi eliminada na segunda bateria ao se classificar em sexto lugar. "Gostei da prova. Os 100m com barreira é muito forte. Não dá tempo de pensar. A mulherada lá fora corre", disse Maila Machado.

Nos 200m, Aldemir da Silva Junior ficou na sétima posição na sua série classificatória; Bruno Barros não conseguiu acompanhar o ritmo dos líderes e terminou em sétimo. O melhor desempenho foi de Jorge Vides, que terminou em terceiro lugar de sua bateria, mas sem a vaga. "Comecei bem e depois caí. É muito gratificante. Correr em casa me deixa muito feliz", disse o atleta.

LEIA MAIS:  Isaquias Queiroz leva prata na Olimpíada e faz história na canoagem

A prova do lançamento de disco feminino definiu as vencedoras olímpicas: a croata Sandra Perkovic ganhou o ouro, enquanto a francesa Robert-Michon Melina e a cubana Denia Caballero ficaram com prata e o bronze, respectivamente.