Tamanho do texto

"Foi uma estreia muito boa, mas não há nada garantido ainda. Acho que na final dá para ir um pouco mais forte para superar o Brendel"

Estadão Conteúdo

Isaquias Queiroz confirmou seu favoritismo e se classificou nesta segunda-feira para a final da disputa da canoagem de velocidade nos Jogos Olímpicos do Rio. Com o tempo de 3min59s615, ele foi o mais veloz em sua bateria na prova de 1.000 metros e passou direto para a final. A disputa por medalha acontece na manhã desta terça-feira.

Isaquias Queiroz está na final da sua categoria
Rio 2016/REPRODUÇÃO
Isaquias Queiroz está na final da sua categoria

O baiano foi quase dois segundos mais rápido que o segundo colocado, o tcheco Martin Fuksa, que cravou 4m01s492 e terá que disputar a semifinal. Na classificação geral, porém, Isaquias ficou atrás do alemão Sebastian Brendel, que foi mais de um segundo mais veloz. Ele fez o tempo de 3min58s044 na primeira bateria.

Logo após a prova, Isaquias comemorou, mas demonstrou cautela justamente pelo tempo registrado pelo adversário. "Foi uma estreia muito boa, mas não há nada garantido ainda. Acho que na final dá para ir um pouco mais forte para superar o Brendel", afirmou. Ele ainda vibrou com a presença do público. "É muito bom competir apoiado pela torcida brasileira. Minha mãe também estava aqui na arquibancada".

Além da prova a qual se classificou na manhã desta segunda, Isaquias Queiroz também irá disputar os 200m individual e os 1000m da C2, realizada em dupla, na Olimpíada do Rio.

Isaquias Queiroz quer buscar três medalhas

O brasileiro fez o segundo melhor tempo da classificação geral, atrás apenas do alemão Sebastian Brendel, atual campeão olímpico dos 1.000m. "Na final, dá para ir um pouco mais forte e disputar com o Brendler, que é o cara a ser batido nessa Olimpíada", avaliou Isaquias. "Foi muito boa prova, eu gostei. Espero chegar e realizar um pouco melhor na final."

A disputa pela medalha acontece nesta terça, a partir das 9h. Além dessa prova, Isaquias Queiroz também irá disputar os 200m individual e os 1.000m da C2, realizada em dupla. Ele se diz preparado para encarar todas elas em busca de pódio.

"O atleta se dedica quatro anos para uma Olimpíada, e os quatro anos estão acabando. São mais cinco ou seis dias para acabar esses quatro anos. Foi muito cansativo, me dediquei muito. Nos últimos dias, eu estava com muita sede de competir, vim pra cá e chegou este momento. Quero executar bem e conseguir um feito histórico para o Brasil e para a canoagem", afirmou.

Brasileira eliminada

Após avançar nas eliminatórias, a brasileira Ana Paula Vergutz acabou parando nas semifinais do caiaque individual (K1) 200m, nesta segunda-feira, na Lagoa Rodrigo de Freitas, no primeiro dia de disputas da canoagem velocidade nos Jogos Olímpicos do Rio.

Ana Paula foi a oitava e última colocada na primeira das três semifinais, com o tempo de 44s362, em série que foi vencida pela polonesa Marta Walczykiewicz com a marca de 40s19. A australiana Lisa Carrington foi a melhor de todas as baterias, com 39s561.

A final A do K1 está agendada para as 9h47 desta terça-feira e contará com a presença de oito atletas, assim como a final B - como a brasileira ficou apenas em 23º lugar na classificação geral, ela não terá a chance nem de disputar essa prova.

Antes, nas eliminatórias, Ana Paula foi a sexta melhor da sua série e a 23ª no geral, com a marca de 44s239, o que a garantiu na fase seguinte. Ao término das semifinais, portanto, ela garantiu a mesma posição, embora com um tempo um pouco pior. 

Fora do K1 200m, Ana Paula ainda vai competir na Olimpíada no K1 500m. As eliminatórias da prova estão marcadas para a próxima quarta-feira.