Tamanho do texto

Schooling venceu seu maior ídolo, com quem conseguiu uma foto, então aos 13 anos, antes dos Jogos de Pequim, em 2008

BBC

Schooling tieta ídolo Michael Phelps em 2008
Reprodução Twitter
Schooling tieta ídolo Michael Phelps em 2008

Joseph Schooling não somente conseguiu a primeira medalha de ouro olímpica da história de Cingapura, mas conseguiu o feito com um triunfo nos 100 metros borboleta sobre ninguém menos que Michael Phelps, o maior campeão olímpico da história e apontado como franco favorito para a prova.

Por que a 1ª medalha de ouro de uma nadadora negra é importante

E mais: Schooling venceu seu maior ídolo, com quem conseguiu uma foto, então aos 13 anos, antes dos Jogos de Pequim, em 2008.

Com isso, impediu que Phelps saísse vitorioso em sua última prova olímpica individual e somasse mais um ouro à sua coleção de 22 medalhas douradas, de um total de 27 medalhas no total.

+  Jogos no Rio são os 'mais difíceis da história', diz vice-presidente do COI

Phelps, que ainda deve participar da final do revezamento 4x100m medley, neste domingo, já anunciou que pretende se aposentar definitivamente após os Jogos do Rio.

Após a prova, Schooling deu socos na água de alegria, enquanto Phelps nadava em sua direção para felicitá-lo.

+ Com tropeços na 1ª semana, Brasil faz as contas e torce por meta de top 10 no quadro de medalhas

"Quantos anos mais?", perguntou Schooling, sugerindo um adiamento da aposentadoria, mas Phelps garantiu, segundo o cingalês: "De forma alguma". "Se ele mudar de opinião seria divertido, porque eu gosto de competir com Michael", afirmou Schooling.

Michael Phelps e Schooling disputaram a prova dos 100 m borboleta
Reprodução Twitter
Michael Phelps e Schooling disputaram a prova dos 100 m borboleta

 O cingalês de 21 anos não é exatamente um desconhecido do circuito internacional de natação, já que no mundial do ano passado havia conseguido a medalha de bronze. Mas sua vitória nesta sexta-feira é certamente uma surpresa para o grande público, que esperava a quinta medalha de ouro de Phelps no Rio.

Peixe voador

Em Cingapura, onde muitos haviam colocado o despertador para asssitir a disputa às 6h da manhã locais, o feito foi considerado histórico. Nunca antes um nadador do país havia sequer disputado uma final olímpica.

Até o presidente do país, Tony Tan, havia anunciado que acompanharia a final e o felicitou após a prova. Milhares de compatriotas também o fizeram por meio das redes sociais.

"Muito bom, estamos orgulhosos de você", escreveu pelo Facebook May Chua. "Nosso peixe voador, orgulho nacional, Mostre ao mundo a habilidade de Cingapura na piscina", postou Richard Khoo.

 27 medalhas

Com a prata desta sexta-feira, Phelps já acumula 27 medalhas olímpicas. Além dos 22 ouros, tem três de prata e duas de bronze.

O tempo do americano na final dos 100 metros borboleta foi melhor do que o que lhe deu o ouro na Olimpíada de 2012, em Londres, mas não foi suficiente desta vez.

Phelps é o recordista mundial da prova e tentava obter o título olímpico pela quarta vez consecutiva.

"Obviamente, (Schooling) teve um grande ano, este ano e no ano passado, então eu tiro o chapéu para ele", disse Phelps, que dividiu a prata com outros dois nadadores, que chegaram com o mesmo tempo.