Tamanho do texto

Ingrid Oliveira e Giovanna Pedroso terminaram em 8º lugar e pretendem seguir caminhos distintos depois dos Jogos Olímpicos

Briga acaba com a dupla Ingrid Oliveira e Giovanna Pedroso
Twitter/Reprodução
Briga acaba com a dupla Ingrid Oliveira e Giovanna Pedroso

Ingrid Oliveira e Giovanna Pedroso competiram na final da plataforma de 10 metros sincronizada dos saltos ornamentais dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, ficando na 8ª colocação geral. E essa foi a última competição da dupla. Por conta de uma briga, ambas afirmaram que devem seguir caminhos diferentes daqui para frente, focando na carreira individual dentro da modalidade.

VEJA FOTOS
Ingrid Oliveira diz que rótulo de musa ofusca seu lado como atleta

Antes das Olimpíadas, as saltadoras haviam brigado e chegaram a ficar sem se falar, mas estabeleceram uma trégua para o Rio 2016. "A gente teve uma briga não sei por que e não estava se falando. Mas na hora da competição a gente se juntou, porque é um momento único, Olimpíada em casa. Deixamos as diferenças para trás e nos falamos normalmente. A partir de hoje não sei o que vai acontecer, mas sei que eu não vou mais saltar sincronizado com ela", disse Ingrid após a competição. 

Ingrid é considerada musa brasileira do esporte. Veja fotos:


Já Giovanna preferiu deixar a decisão na mão dos técnicos, mas admitiu que pretende focar no individual para os Jogos de Tóquio, em 2020. "Essa briga começou no treino, porque eu queria fazer um salto e ela queria fazer outro. Eu não sei se vamos continuar. Tem que perguntar para os técnicos, porque quem decide são eles. Eu e meu técnico já conversamos e depois das Olimpíadas vou focar no meu individual. É bom porque não vou precisar depender de ninguém. Então vou conseguir melhorar e evoluir mais", afirmou.

Veja como está o quadro de medalhas dos Jogos do Rio 2016

Ainda segundo Ingrid, o fato de que cada uma defender um clube diferente - e rivais - atrapalha na parceria. “Ela treina no Botafogo e eu treino no Fluminense. Então não está legal isso. Acho melhor a gente se separar e eu focar no meu individual, que sempre foi meu grande objetivo”, explicou a saltadora.

Sexo na Vila Olímpica?

A gota d'água para o fim da parceria entre Ingrid e Giovanna teria acontecido no Rio de Janeiro, na Vila Olímpica. Na véspera da final da plataforma de 10 metros, Ingrid teria levado um atleta brasileiro ao quarto de ambas, pedindo para a companheira deixar o local. As duas não confirmam a história, que quase culminou na expulsão de Ingrid dos Jogos Olímpicos do Rio.

Confira
Conheça o projeto social que levou a campeã Rafaela Silva para o esporte

As atletas entraram em uma áspera discussão e o barraco na Vila dos Atletas foi abafado pelos treinadores. Giovanna foi para outro cômodo do apartamento e, no dia seguinte, relatou aos superiores que a parceira dormiu acompanhada em uma noite de sexo. Para evitar o escândalo, o COB adotou um discurso politicamente correto e manteve Ingrid nos Jogos.

"A gente vai conversar, mas acho que nós fomos bem profissionais. Acho que no geral foi uma competição boa. A gente queria ficar de quinto para cima, mas no geral o que a gente saltou não foi ruim, não teve nenhuma besteira gigantesca", disse Ingrid, sem entrar na questão da briga por conta sexo no apartamento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas