Tamanho do texto

Durante os Jogos, atletas competem no adestramento, conjunto completo de equitação e saltos; veja os vídeos

Esporte de origem militar, o hipismo apareceu nos Jogos Olímpicos pela primeira vez em Paris-1900 e passou a integrar o programa regular em Estocolmo-2012. Até 1948, porém, as competições destinavam-se apenas aos oficiais do exército. A partir de Helsinque-1952, as disputas foram abertas aos competidores civis, incluindo mulheres, que começaram a competir no adestramento, e, gradualmente, nas demais modalidades --concurso completo de equitação (CCE) e saltos.

Saiba mais:  Hipismo: mulheres se destacam em esporte que promove igualdade de gênero 

Nas seis provas olímpicas (individuais e por equipes), cavaleiros e amazonas concorrem em condição de igualdade e brigam entre si pelo lugar mais alto do pódio no hipismo .

Conheça abaixo cada prova que compõe o programa dos Jogos Olímpicos.

Adestramento

Prova em que cavalo e atleta precisam estar em perfeita harmonia, o adestramento inclui a execução de um percurso com alternância de movimentos livres e obrigatórios --como caminhada, trote, galope e parada. Acompanhados por música, os movimentos livres têm coreografias especiais para cada cavalo. As exibições são avaliadas por sete árbitos, que atribuem nota de 1 a 10.


Mais Rio 2016: Pela primeira vez na história, mãe e filho vão disputar a mesma Olimpíada

CCE (Conjunto Completo de Equitação)

Considerada a disciplina mais completa do hipismo, o CCE possui três etapas: adestramento, saltos e cross country (percurso de 30 a 40 saltos sobre obstáculos variados, com limite de tempo). As competições duram dias seguidos e o vencedor é o caveleiro ou equipe que acumular menos faltas ao fim das três provas.

Como a disciplina é muita desgastante, os cavalos recebem tratamento vip entre as provas: correm na esteira, ganham massagem, sessões fisioterapia e acupuntura. 

Confira: Rodrigo Pessoa não aceita reserva e anuncia que está fora das Olimpíadas 

Saltos

Na prova de salto do hipismo, o cavaleiro precisa comprovar sua habilidade na montaria e a capacidade de comandar o cavalo num percurso que rúne entre 10 e 13 obstáculos. O animal, por sua vez, é desafiado a demonstrar sua força, velocidade e obediência. O objetivo é completar o percurso no menor tempo possível, evitando cometer faltas --quando um obstáculo é derrubado ou quando o cavalo se recusa a saltar.