Tamanho do texto

Com Neymar em dia pouco inspirado, time não consegue superar o adversário, que teve um jogador expulso no início da etapa final

O Mané Garrincha lotado (69.389) não foi o suficiente para empurrar o Brasil na estreia dos Jogos Olímpicos do Rio 2016. Com atuação abaixo do esperado, a seleção empatou em 0 a 0 com a África do Sul e decepcionou o público presente. Vale destacar que o adversário jogou com um a menos desde o início do segundo tempo.

Brasil não conseguiu se impor contra a África do Sul
Mowa Press
Brasil não conseguiu se impor contra a África do Sul

Jogando em casa, o Brasil começou pressionando o adversário. Neymar era o jogador que buscava mais o jogo, apesar de não conseguir criar grandes chances. Porém, quem criou a primeira chance de gol foi a África do Sul. Weverton saiu nos pés do atacante e atrapalhou o adversário.

Destaque:  Del Nero desiste de estreia do Brasil após reunião com Infantino

A África jogava fechadinha, chamando a seleção para o ataque. Apesar disso, o trio Neymar, Gabigol e Gabriel Jesus não conseguiam criar grandes oportunidades. O primeiro bom lance foi do camisa 10, com bom chute de fora da área.

Logo aos 14 minutos da etapa final, Mvala foi expulso após chegar mais pesado no lateral-direito Zeca. Por conta do cartão vermelho, Micale decidiu mandar o time para frente, em busca da vitória. Colocou o atacante Luan, do Grêmio, e deixou a seleção com quatro atacantes.

A melhor chance da seleção saiu dos pés de Gabriel Jesus, contratado recentemente pelo Manchester City. Após tabela entre Rafinha e Luan, a bola sobrou livre para o atacante palmeirense. Sem marcação e sem goleiro na pequena área, ele chutou na trave.

Mais:  Iraque e Dinamarca empatam em 1º jogo do grupo do Brasil no futebol masculino

Apesar de todo esse poderio ofensivo,  a equipe abusou dos chuveirinhos e não conseguiu tirar o zero do placar.

FICHA TÉCNICA:

BRASIL 0 x 0 ÁFRICA DO SUL

BRASIL - Weverton; Zeca, Marquinhos, Rodrigo Caio, Douglas Santos (William); Thiago Maia, Renato Augusto (Rafinha Alcântara), Felipe Anderson (Luan); Gabriel, Gabriel Jesus e Neymar. Técnico: Rogério Micale.

ÁFRICA DO SUL - Khune; Mobara, Mathoho, Coetzee e Mekoa; Mvala, Motupa, Modiba (Ntshangase) e Dolly; Masuku (Morris) e Mothiba. Técnico: Owen da Gama.

CARTÕES AMARELOS - Thiago Maia e Mathoho.

CARTÃO VERMELHO - Mvala.

ÁRBITRO - Antonio Mateu Lahoz (Espanha).

RENDA E PÚBLICO - 69.389, renda não disponível.

LOCAL - Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

    Leia tudo sobre: Futebol