Tamanho do texto

Cavalos são transportados em paletas personalizadas e saindo de vários destinos da Europa, África, Ásia e Oceania

Cavalos chegaram ao Rio de Janeiro de avião
Divulgação
Cavalos chegaram ao Rio de Janeiro de avião

Obviamente que a resposta do título é "avião", claro! O primeiro grupo de cavalos olímpicos para disputa do hipismo saiu do Aeroporto de Stansted em Londres, na Inglaterra, no final do mês de julho, em um avião de cargas especial rumo ao Rio de Janeiro,  marcando o início do sonho olímpico para os melhores atletas do mundo.

E mais:  Quatro irmãos representam o Brasil no hipismo dos Jogos Olímpicos

Com 34 cavalos de 10 nações a bordo, a carga dos animais, avaliada em muito dinheiro, em milhões de euros, foi embarcada em paletas personalizadas para o voo de quase 12 horas no Boeing 777-F da Emirates SkyCargo, que deixou o Reino Unido no período da tarde (hora local).

Cavalos transportados para o Rio 2016
Divulgação
Cavalos transportados para o Rio 2016

Cavalos que participarão do CCE (Concurso Completo de Equitação) da Grã-Bretanha, Irlanda, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Zimbábue, Japão, Itália, China e até mesmo do Brasil estiveram a bordo do voo inaugural, o primeiro de nove embarques que transportaram mais de 200 para o Aeroporto Internacional do Rio, rumo ao Centro Olímpico de Hipismo no Complexo Esportivo de Deodoro.

A operação, altamente complexa, envolve três centros de embarque na Europa e na América: Stansted (Inglaterra), Liege (Bélgica) e Miami (Estados Unidos). Os cavalos competidores e seus cavaleiros - ou amazonas - representarão 43 nações de todo o mundo nas modalidades olímpicas de adestramento, salto e CCE.

Veja:  Confira mais informações e notícias sobre hipismo no Rio 2016

Detalhes do voo inaugural

·   Tempo estimado de voo Stansted - Rio: 11 horas e 40 minutos
·   Dados da aeronave: Emirates SkyCargo Boeing 777-F
·   17.500 kg de carga equina
·   515 kg: peso médio de um cavalo participante do CCE
·   9.900 kg de equipamentos equestres
·   6.000 kg de alimentos (para consumo durante os Jogos)

Confira:  Após 16 anos, Brasil volta a ter cavalo nacional nos saltos dos Jogos Olímpicos

Detalhes do hipismo olímpico

·   Igualdade de gênero - o único esporte olímpico onde homens e mulheres competem igualmente lado a lado pelo mesmo conjunto de medalhas
·   Competição entre 200 conjuntos de cavalo/cavaleiro (mais reservas)
·   3 modalidades olímpicas - CCE (65 conjuntos de cavalo/cavaleiro), Adestramento (60) e Salto (75)

Federação Equestre Internacional (FEI) 

Fundada em 1921, a FEI é o órgão regulador de esportes equestres reconhecido pelo COI (Comitê Olímpico Internacional). O hipismo integra os Jogos Olímpicos desde as Olimpíadas de 1912 em Estocolmo. As mulheres só puderam usar seus cavalos no evento olímpico a partir de 1952.