Tamanho do texto

Isso não significa que os jogadores não sabem o que querem, pois ambos já deixaram claro quais passos querem dar no futuro

Estadão Conteúdo

Gabriel e Gabriel Jesus são esperança da seleção de futebol no Rio-2016
Lucas Figueiredo / MoWA Press
Gabriel e Gabriel Jesus são esperança da seleção de futebol no Rio-2016

Os atacantes Gabriel Jesus e Gabriel Barbosa têm várias coisas em comum, além do primeiro nome. São garotos (19 anos) brincalhões, bons de bola e ambos estão praticamente negociados com clubes europeus. Precisam, porém, dividir os sonhos: o de ir para a Europa e o de conquistar o ouro olímpico. Como não é tarefa das mais fáceis, ambos decidiram deixar o assunto transferência para seus representantes e concentrar-se mais na preparação na seleção brasileira para os Jogos Olímpicos Rio-2016.

LEIA MAIS:  Cerimônia de boas-vindas aos atletas apresentará de Tropicália ao 'passinho'

Isso não significa que os "Gabriéis" não sabem o que querem. Ambos já deixaram claro quais passos querem dar no futuro. E tanto Palmeiras como Santos, seus clubes atuais, respectivamente sabem muito bem disso. Mas eles evitam falar publicamente para onde vão e mantêm foco no Rio-2016 .

"Meu futuro está quase sendo definido, minha família, meus representantes e o Palmeiras sabem para onde quero ir", disse Gabriel Jesus em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira em Goiânia, ao lado do outro Gabriel, também chamado de Gabigol. "Meu foco é total na seleção, nesse ouro. A negociação está quase tudo certo, mas meu foco é aqui."

LEIA MAIS:  Como as mulheres tornaram os EUA uma máquina de medalhas

O palmeirense interessa ao rivais de Manchester e ao Barcelona. O City teria oferecido 32 milhões de euros. O United, 38 milhões de euros. Neymar já falou com ele sobre a "maravilha" que é jogar no Barça. Mas ele estaria inclinado a jogar no City, até pela conversa que teve com o técnico Joseph Guardiola - que ligou para ele há alguns dias.

Gabigol está bem perto da Juventus. O clube de Turim ofereceu 20 milhões de euros e o Santos já teria aceitado. O atacante, no entanto, não abre o jogo. Até porque não teria aceitado as bases que os italianos propuseram a ele - tem 40% dos direitos econômicos. "Nosso foco total é aqui. Antes de vir para cá eu estava participando das negociações. A partir desse momento, deixei com meu pai e meus empresários. Acho que logo vai ser tomada uma decisão."

LEIA MAIS:  Raulzinho admite ansiedade, mas descarta pressão sobre seleção no Rio-2016

Eles admitem ouvir conselhos de gente mais experiente, como Neymar, garantem que não desviarão o foco da seleção olímpica. "Eu não estou negociado ainda, sou jogador do Santos e da seleção. Estou contente de representar o Santos aqui e aos poucos as coisas vão se acertar", diz Gabriel Barbosa.

Já Gabriel Jesus afirma que as propostas não atrapalharão seu desempenho na seleção olímpica. "Sou bem concentrado e focado naquilo que eu quero. Até porque desde o começo do ano está essa especulação. Em nenhum momento eu deixei cair, só pensava em futebol quando estava em campo. Isso não tira meu foco", afirmou. 

Mas ele não quis falar como foi a conversa com Guardiola. "Não tem como eu falar, é uma coisa particular minha, eu gostaria que respeitassem."

    Leia tudo sobre: futebol