Tamanho do texto

Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem, ligada ao Ministério do Esporte, assumiu os exames desde o dia 1º de janeiro de 2016

Duda quer superar própria marca para levar o Ouro no Rio
Getty Images
Duda quer superar própria marca para levar o Ouro no Rio

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) divulgou nesta quinta-feira, através de nota oficial, que desde 1º de janeiro de 2016 todos os exames de controle de dopagem no esporte no País estão sendo realizados exclusivamente pela Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), órgão do Governo Federal, ligado ao Ministério do Esporte.

Com isso, a CBAt, que sempre se preocupou com o combate ao doping, tendo há muitos anos uma agência especializada em realizar testes em competições e exames-surpresas, passará a atuar no âmbito interno no esclarecimento de atletas, nos programas educacionais e no trabalho de prevenção contra a dopagem no Atletismo.

Leia também:
+ Zagueira da seleção e engenheira, Rafaelle é exemplo no futebol feminino
+ Nova geração de brasileiras vai em busca de ouro nos Jogos do Rio

A nova situação implica mudanças de rotina não só em competições em estádios, mas também no reconhecimento e homologação de corridas de ruas, que deverão atender as exigências da ABCD, bem como as novas normas do Comitê Paralímpico Brasileiro, que disciplina a participação do atleta portador de deficiência em corridas de rua.

Os novos rumos do atletismo brasileiro sai em meio a crise da Federação Internacional de Atletismo (IAAF), que está sendo investigada por ocultar resultados de exames de sangue de alguns atletas em troca de dinheiro .