Tamanho do texto

Com quatro vitórias, as brasileiras passaram no segundo lugar do grupo, atrás apenas da Sérvia. Seleção estreia na segunda fase contra a Alemanha

Seleção feminina de vôlei encerra primeira fase do Mundial com vitória em cima do Cazaquistão
Reprodução / FIVB
Seleção feminina de vôlei encerra primeira fase do Mundial com vitória em cima do Cazaquistão

A seleção feminina de vôlei encerrou a primeira fase do Campeonato Mundial com vitória. Nesta quinta-feira (04), as brasileiras superaram ao Cazaquistão por 3 sets a 0 (25/11, 25/20 e 25/13), em Hamamatsu, no Japão. O resultado positivo foi o quarto na competição, que nunca foi conquistado pelas brasileiras.

Leia também: Jogadora é expulsa de time de vôlei por postar foto "muito sexy" no Instagram

A seleção feminina de vôlei terminou a primeira fase do Mundial em segundo lugar no grupo D, com 12 pontos, com quatro vitórias e uma derrota. A Sérvia ficou na liderança, com 15 pontos, a República Dominicana finalizou em terceiro lugar, com nove, e Porto Rico em quarto, com seis. As quatro seleções passaram para a segunda fase. As outras equipes do grupo, Quênia e Cazaquistão, foram eliminadas.

Na próxima fase do Mundial feminino de vôlei , o Brasil jogará na cidade de Nagoya e formará o grupo E ao lado da Sérvia, República Dominicana e Porto Rico (qualificadas pelo grupo D) e Holanda, Japão, Alemanha e México (classificadas pelo grupo A).

Cada equipe disputará quatro jogos não repetindo os adversários da primeira fase, portanto o Brasil duelará com as alemãs, mexicanas, holandesas e japonesas. Ao final dessa fase, as três melhores classificadas passarão à terceira etapa. Além disso, as seleções começam a segunda fase com os pontos acumulados da primeira.

Leia também: Tifanny se defende após críticas: "Estou aqui simplesmente porque tenho talento”

José Roberto Guimarães, treinador da seleção feminina de vôlei
Reprodução / FIVB
José Roberto Guimarães, treinador da seleção feminina de vôlei

O treinador José Roberto Guimarães comentou sobre os próximos desafios do Brasil na competição.

“É um grupo perigoso. Alemanha, Japão e Holanda têm muito volume de jogo. Talvez o México seja o time tecnicamente mais novo. Já os outros outros vão requerer uma performance importante de bloqueio e defesa e um saque preciso e agressivo. Só a Holanda ainda não perdeu entre os nossos adversários na próxima etapa. Nessa fase cada jogo será uma final para o nosso time”, afirmou José Roberto Guimarães.

Maior pontuadora na vitória do Brasil sobre o Cazaquistão, com 14 pontos, a oposta Tandara fez uma análise sobre a participação as brasileiras na competição.

“A primeira fase foi muito importante para nossa equipe. Tivemos um tropeço com a Sérvia, no qual perdemos um jogo que poderíamos ter jogado melhor. Essa partida serviu de aprendizado e fizemos jogos melhores com o Quênia e o Cazaquistão. Agora, já temos que pensar na próxima fase, com novos adversários e desafios, e vamos para cima”, garantiu Tandara.

Leia também: Tandara se torna a maior pontuadora em uma temporada da Superliga de vôlei

A seleção feminina de vôlei estreia na segunda fase na madrugada do próximo domingo (07), à 01h25, contra a Alemanha.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.