Tamanho do texto

Surfista australiano confirma que irá deixar o circuito mundial de surfe depois da segunda etapa da temporada de 2018, em Bells Beach

Mick Fanning é tricampeão mundial de surfe e um dos maiores nomes do esporte
WSL / Kirstin Scholtz
Mick Fanning é tricampeão mundial de surfe e um dos maiores nomes do esporte

Aos 36 anos de idade, Mick Fanning anunciou que vai encerrar sua carreira como surfista profissional. Tricampeão do mundo nos anos de 2007, 2009 e 2013, o australiano tem conta com 22 vitórias em etapas do circuito. Atualmente o número 12 do ranking da elite do surfe, ele vai apenas disputar as duas primeiras etapas da temporada de 2018, em Gold Coast e Bells Beach, e assim, se aposentar.

Leia também: Mick Fanning entra para o hall da fama do surfe

"Sinto que perdi o entusiasmo de competir no dia-a-dia. Foi algo que eu tenho feito por 17 anos, e mesmo antes disso, através da QS e Juniors. Eu sinto que não posso mais dar mais 100% e eu não estou curtindo tanto quanto no passado. Ainda adoro surfar, e ainda fico empolgado por isso, mas eu sinto que há outros caminhos para eu tomar nesta fase da minha vida", afirmou Mick Fanning em entrevista à WSL.

O surfista ainda explicou o motivo de se aposentar na segunda etapa do tour da perna australiana, já que seu país de origem recebe três eventos, sendo o último em Margaret River. "Sempre tive em mente que meu último evento no Tour seria Bells Beach . Foi lá onde basicamente eu comecei minha carreira, foi minha primeira vitória da CT, e eu me sinto realmente conectado lá", afirmou.

Leia também: Surfistas prestam homenagem a Jean da Silva no Havaí; assista vídeo emocionante

Em suas redes sociais, o tricampeão mundial de surfe publicou uma carta emocionante e agradeceu a todos que estiveram ao seu lado ao longo dos anos. Sem deixar o esporte de lado, Fanning garantiu que vai buscar novos desafios.

Leia na íntegra:

It’s time. I’ve decided the Rip Curl Pro Bells Beach will be my last event as a full-time competitor on the World Surf League Championship Tour. The tour has given me so much but I need a fresh challenge. I still love the game but can’t find the motivation and dedication required to compete for World Titles anymore. My time on tour has been incredibly rewarding and I have so many amazing memories, all of which wouldn’t be possible without some very special people... My Mum, Dad, Sister and Brothers. I love you. My sponsors that have stood by me and continue to back my goals. My shaper Darren Handley and his entire team for the care and hard work they put into every single one of my boards. My fellow competitors on tour, you are like brothers and sisters to me. My very tight support crew that have been there in good and tough times, thank you for always being honest with me. And thanks to the fans and everyone that has encouraged me and cheered me on for all these years. I’m looking forward to life away from the tour while keeping a close eye on things. I’m so proud of our sport and the way it continues to evolve. The performance level on the Championship Tour and the Big Wave Tour is remarkable. I can’t wait to watch it all go down as one of the sport’s biggest fans. I’m also looking forward to evolving my own surfing in new ways, visiting unfamiliar places and taking on different experiences. I will be competing at the opening event at home on the Gold Coast and then wrapping things up at the Rip Curl Pro. Bells Beach is where my Championship Tour career really kicked off, I’ve always loved the place and it seems a fitting stop to finish things up. It’s gonna be a big fun party and you’re all invited to come. Hope I see you there. Cheers and thanks for the memories. Mick @ripcurl_aus @redbullau @reef @dhdsurf @dragonalliance @creaturesofleisure @vertra @fcs_surf @skullcandy @mercedesbenzvans_au @opkix @grapes @mfsoftboards @balterbrewers

Uma publicação compartilhada por Mick Fanning (@mfanno) em

Já é tempo.
Eu decidi que o Rip Curl Pro Bells Beach será meu último evento como um competidor profissional no Mundial de surfe. O tour me proporcionou muitas coisas, mas eu necessito de um novo desafio. Eu ainda amo o jogo, mas não consigo mais encontrar a motivação e dedicação requeridas para competir por títulos mundiais.
Meu tempo neste tour foi incrivelmente recompensador e eu tenho muitas memórias incríveis, algumas as quais não seriam possíveis sem algumas pessoas muito especiais...
Minha mãe, meu pai, minha irmã e irmãos. Amo vocês.
Meus patrocinadores, que estiveram sempre comigo e continuam.
Meu shaper, Darren Handley, e seu time todo pelo cuidado e todo o trabalho duro que eles desempenham todo os dias pelas minhas pranchas.
Meus amigos competidores no tour, vocês são como irmãos e irmãs para mim.
Minha equipe, que torce por mim e esteve comigo nos bons e maus momentos, obrigado por serem sempre honestos comigo.
E obrigado aos fãs e todos que me encorajaram e me apoiaram todos esses anos.
Estou muito orgulhoso do nosso esporte e a forma que ele continua evoluindo. O nível de performance no Championship Tour e no Big Wave Tour é impressionante. Mal posso esperar para ver tudo isso como um dos maiores fãs do esporte.
Eu também espero evoluir meu próprio surfe e novas formas, visitando lugares peculiares e tendo experiências diversas.
Eu estarei competindo no evento de abertura em casa em Gold Coast e finalizando tudo no Rip Curl Pro. Bells Beach foi onde minha carreira realmente teve seu pontapé inicial. Eu sempre amei esse lugar e me parece um bom lugar para terminar tudo. Será uma festa muito divertida e vocês estão todos convidados a virem. Espero vê-los lá.
Muito obrigado pelas memórias, Mick.

Leia também: Rafaella Teixeira, promessa do surfe e atleta do Instituto Gabriel Medina

O primeiro evento conquistado em uma etapa da elite do surfe aconteceu em 2001, justamente em Bells Beach, como convidado. Na temporada seguinte, foi eleito o "Calouro do Ano" e venceu a divisão de acesso, garantindo vaga no circuito mundial. Em 2004, já como surfista do CT, sofreu uma grave lesão que o afastou das competições por meses. De volta ao surfe em 2005, dois anos depois ganhou seu primeiro título mundial. Mick Fanning ainda é muitas vezes lembrado por ter se livrado de um ataque de tubarão em J-Bay, na África do Sul, em 2015.

    Leia tudo sobre: surfe
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas