Tamanho do texto

Depois de atuação excepcional durante Oi Rio Pro, brasileiro de 20 anos foi convidado pela WSL para competir etapa do circuito em Tavarua, Fiji

Convidado em Saquarema, Yago Dora vai competir novamente etapa mundial de surfe em Fiji
WSL/ Damien Poullenot
Convidado em Saquarema, Yago Dora vai competir novamente etapa mundial de surfe em Fiji

Depois de vencer as triagens e conquistar uma vaga para competir em Saquarema, Yago Dora virou a grande sensação da etapa brasileira do mundial de surfe. Aos 20 anos de idade, o parananese tirou três campeões mundiais da disputa e terminou o evento em terceiro lugar. Assim, foi convidado pela WSL para correr a próxima etapa do circuito em Fiji.

LEIA TAMBÉM: Saiba tudo sobre o surfe e estilo de vida do esporte

"Yago Dora recebeu o prêmio de wildcard para o Outerknown Fiji Pro por sua incrível atuação no Oi Rio Pro na semana passada, eliminando os campeões mundiais John John Florence, Gabriel Medina e Mick Fanning. Seguindo caminho para as semifinais, antes de finalmente ser interrompido por seu amigo Adriano de Souza", escreveu a liga responsável pelo circuito mundial de surfe .

O campeonato em Fiji tem início em 4 de junho com janela até o dia 16 do mesmo mês. Assim, o curitibano radicado em Floripa se juntará aos 34 melhores surfistas do mundo, dentre eles, os brasileiros Adriano de Souza, Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Wiggolly Dantas, Caio Ibelli, Ian Gouveia e Miguel Pupo.

Mick Fanning, tricampeão mundial e uma das vítimas de Yago Dora nas quartas de final, elogiou o jovem atleta. "Ele é um grande surfista. E para tirar tantos campeões mundiais como ele fez, não é algo para se deixar de lado. Acho que ele tem um futuro brilhante", disse o australiano.

LEIA TAMBÉM: Conheça pai da sensação da etapa brasileira de surfe e treinador de Mineirinho

Expectativa

Yago Dora é o atual terceiro colocado no ranking do QS
WSL/ Daniel Smorigo
Yago Dora é o atual terceiro colocado no ranking do QS

"Eu estou muito agradecido pela WSL ter me dado o convite para competir em Fiji. Classificar para o circuito mundial é o meu sonho e ter uma nova chance de surfar contra os meus heróis em Fiji é inacreditável. Eu já fui a Fiji este ano ano para surfar. Não estava perfeito, mas eu tive uma ideia de como as ondas se comportam. Eu não posso esperar pelo evento", disse Yago Dora.

LEIA TAMBÉM: Três jovens promessas do surfe brasileiro para ficar de olho em 2017

Atualmente o brasileiro se encontra no Japão, onde disputa o QS Ichinomiya Chiba Open pela divisão de acesso à elite do surfe. Yago é o terceiro colocado do ranking e busca se manter entre os dez melhores até o final do ano para assim, se classificar aos top 34 e competir o circuito em 2018.


    Leia tudo sobre: surfe
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.