Tamanho do texto

Adriano de Souza está na 10ª colocação do ranking e deu importante passo ao se classificar para a 3ª fase da etapa de Portugal, a penúltima de 2016

Campeão em 2015, Mineirinho, atualmente em décimo, traçou seu objetivo na temporada 2016 do circuito mundial de surfe
Divulgação/Trevor Moran/Red Bull Content Pool
Campeão em 2015, Mineirinho, atualmente em décimo, traçou seu objetivo na temporada 2016 do circuito mundial de surfe

A Liga Mundial de Surf (WSL, na sigla em inglês) deu o pontapé inicial nesta terça-feira na etapa de Portugal, a penúltima da temporada 2016, que acontece na praia de Supertubos, em Peniche. Fora a disputa do título entre os dois principais postulantes, John John Florence e Gabriel Medina, a etapa também tem uma grande importância para o atual campeão do Circuito, o brasileiro Adriano de Souza, o Mineirinho, que pretende dar a volta por cima após uma metade de ano complicada.

LEIA MAIS:  Penúltima etapa  do Circuito, em Portugal, pode definir campeão mundial de surfe

Depois de iniciar a temporada 2016 abaixo do esperado, Mineirinho acabou surpreendido pelo azar de cair logo no início das etapas de Trestles, nos Estados Unidos, e Teahupoo, no Taití, que o tiraram da briga pelo bicampeonato este ano. No entanto, o surfista de 29 anos não pensa em desistir e traçou uma meta para este fim de campeonato: terminar entre os cinco melhores, mesmo ocupando, atualmente, a décima colocação no ranking.

LEIA MAIS:  Quanto custa para praticar esportes radicais no Brasil?

"Foi um ano em que os bons desempenhos acabaram se alternando com alguns azares, como foram as etapas de Trestles e do Taiti, que me deixaram muito chateado. Procurei aprender com essas situações, me recolhi para cuidar da cabeça e treinei muito para essa reta final. Estou completamente preparado para fazer bonito nesta reta final e fechar o ano com chave de ouro para manter esse ritmo em 2017. Quero fechar 2016 entre os cinco primeiros", afirmou Adriano, que apesar do apelido, é natural do Guarujá, litoral de São Paulo.

LEIA MAIS:  Brasil entra definitivamente no roteiro mundial do poker

PRIMEIRO PASSO

O primeiro passo já foi dado ao passar direto para a terceira rodada em Supertubos, superando o australiano Jack Freestone e o conterrâneo Caio Ibelli em uma bateria muito disputada, onde venceu com apenas 0,67 de vantagem para Freestone. "Supertubos está épico. Foi um dia animal, hoje. Que continue assim, pois vamos pra cima!", completou Mineirinho, logo após deixar a água.

    Leia tudo sobre: surfe
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.