Tamanho do texto

Filippo Magnini tem 35 anos e foi capitão da equipe italiana de natação nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio; Michele Santucci também é investigado

Os nadadores italianos Filippo Magnini, medalhista olímpico, e Michele Santucci, bronze em mundial, estão sendo investigados pela agência antidoping do país (Nado), no âmbito de um inquérito da Procuradoria da República em Pesaro contra o médico nutricionista Guido Porcellini.

Leia também: Joanna Maranhão comenta polêmica em museu e relembra abuso na infância

Filippo Magnini, medalhista olímpico e ex-namorado de Pellegrini é investigado por doping na Itália
Divulgação
Filippo Magnini, medalhista olímpico e ex-namorado de Pellegrini é investigado por doping na Itália

Magnini, o medalhista olímpico , tem 35 anos, foi capitão da equipe italiana de natação nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. Ele é suspeito de "uso ou tentativa de uso de substâncias dopantes" e "cumplicidade", enquanto Santucci, 28 anos, é acusado apenas de cumplicidade.

Os dois atletas serão ouvidos nos próximos dias. Ambos eram pacientes de Porcellini, investigado por comercializar anabolizantes e outras substâncias ilegais provenientes da China. Santucci foi medalhista de ouro por duas vezes no campeonato italiano de natação e ganhou um bronze no mundial de 2008, na Inglaterra.

Leia também: Nadador brasileiro morre após sofrer AVC nos Estados Unidos

Passado com Pellegrini

Leia também: Michael Phelps desafia Conor McGregor para duelo na piscina

Já Magnini é um dos grandes nomes da natação do país e tem uma medalha de bronze olímpica, conquistada em 2004, nos Jogos Olímpicos de Atenas, além de dois títulos mundiais. Ele também é ex-namorado de Federica Pellegrini, maior atleta da história da natação italiana e que ainda está na ativa. Ela foi prata também em 2004 e ouro no Mundial deste ano, em Budapeste, surpreendendo a todos.