Tamanho do texto

Ex-ciclista Jan Ullrich é viciado em drogas e álcool e vive processo de divórcio, o que estaria causando depressão

Alemão Jan Ullrich foi preso em seu país sob a acusação de espancar uma prostituta em hotel
Bild/Reprodução
Alemão Jan Ullrich foi preso em seu país sob a acusação de espancar uma prostituta em hotel

O ex-ciclista Jan Ullrich , considerado uma das maiores estrelas do esporte alemão, foi preso na madrugada desta sexta-feira acusado de espancar uma prostituta em hotel da cidade de Frankfurt, no oeste do país.

Leia também: Corinthians desiste de contratar atacante do Sport que agrediu a mulher

Fontes da polícia local confirmaram que Ullrich estava sob o efeito de álcool e drogas quando a agressão à prostituta aconteceu, após passarem a noite juntos. De acordo com o diário Bild, a mulher conseguiu se libertar dos socos e pontapés e correu gritando pelos corredores do hotel.

O Ministério Público alemão já denunciou o atleta por lesão corporal grave e ele seguirá detido até que o julgamento aconteça. O mais provável é que ele seja solto, pagando multa e prestando algum tipo de serviço comunitário.

Leia também: Atacante do Inter compara rebaixamento do clube à tragédia da Chapecoense

Vale lembrar que, há uma semana, o atleta de 44 anos de idade chegou a ser detido na Espanha, mais precisamente na cidade de Mallorca, por invasão de propriedade privada e ameaças a algumas pessoas.

Numa entrevista recente concedida à imprensa alemã, Ullrich admitiu que estava viciado em álcool e drogas, sobretudo por conta do difícil processo de divórcio que está passando atualmente e à impossibilidade de estar com os seus filhos. E isso estaria o deixando depressivo.

A carreira antes da agressão à prostituta

Alemão Jan Ullrich foi preso em seu país sob a acusação de espancar uma prostituta em hotel
Tour de France
Alemão Jan Ullrich foi preso em seu país sob a acusação de espancar uma prostituta em hotel

Em 1997, Jan Ullrich entrou para história ao se transformar no primeiro e único ciclista alemão a vencer a tradicional Volta da França (ou Tour de França), considerada a maior competição de ciclismo do mundo. Em 2000, o atleta ganhou uma medalha de ouro e uma outra de prata nos Jogos Olímpicos de Sydney, na Austrália.

Leia também: Campeão mundial de atletismo morre aos 28 anos em acidente de carro

O alemão que se envolveu na polêmica com a prostituta encerrou sua carreira profissional em 2007, depois de estar envolvido em vários casos de doping.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.