Tamanho do texto

Stephen Wooldridge conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, além de ganhar quatro Mundiais na prova de perseguição

Stephen Wooldridge, ex-ciclista australiano campeão olímpico e mundial, morreu aos 39 anos
Divulgação/CyclingAustralia/John Veage
Stephen Wooldridge, ex-ciclista australiano campeão olímpico e mundial, morreu aos 39 anos

Stephen Wooldridge, ex-ciclista australiano e campeão olímpico e mundial em pista, morreu aos 39 anos, informou a Federação Australiana neste sábado, sem precisar quais foram as causas do falecimento.

Leia também: Vinicios Sardi, o skatista sem pernas que encantou Tony Hawk

O ex-ciclista conquistou seu primeiro título mundial de perseguição (prova de pista) em 2002, ao lado dos companheiros Peter Dawson, Brett Lancaster e Luke Roberts. Stephen Wooldridge ainda conseguiu outras três medalhas de ouro em Mundiais: em 2003, 2004 e 2006.

Nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, também na prova de perseguição por equipes, o australiano foi campeão olímpico ao lado de Graeme Brown, Peter Dawson, Brett Lancaster e Brad McGee e Roberts.

Condolências


Após se aposentar do ciclismo profissional, Wooldridge se tornou membro da Federação Australiana da modalidade e era presidente da Comissão de Atletas. O atual mandatário da Federação, Nick Green, expressou seu sentimentos à família do ciclista.

Leia também: Polícia Federal deflagra operação para investigar "atletas fantasmas" no Brasil

"Nossos pensamentos estão com a família e amigos de Stephen durante este momento muito difícil. Steve será recordado não só por seus sucessos em competições, mas também pela contribuição que fez em muitos aspectos do esporte", disse.

Phil Bates, outro importante membro do esporte australiano e que conheceu Stephen Wooldridge aos 12 anos, ressaltou que mesmo diante do sucesso ele não deixou de ser humilde.

Leia também: Ex-número 1 do mundo, tenista tem que escolher entre o filho ou jogar o US Open

"Apesar de todo seu sucesso internacional, ele não deixou de cumprir suas funções no clube onde começou e sempre se disponibilizou para participar de vários papéis que ajudaram a promover o esporte", afirmou. "Ele era o irmão de todos", acrescentou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.