Tamanho do texto

Boston Red Sox teria utilizado relógios digitais para poder espionar rivais

Boston Red Sox, equipe da MLS
Divulgação
Boston Red Sox, equipe da MLS

Espionar os sinais de mão das equipes adversárias sempre fez parte do beisebol, mas de acordo com investigações, o Boston Red Sox vem modernizando a ação. A equipe utiliza um relógio digital para reprodução de vídeos e assim, tiram vantagem de forma ilícita. Como consequência, um inquérito foi aberto pela MLS (Major League Baseball).

LEIA TAMBÉM: Jogador de beisebol acerta tacada no próprio rosto e fratura o nariz; assista o vídeo

Segundo o jornal "The New York Times", a equipe de Boston foi denunciada por outra da MLB da divisão Leste da Liga Americana, o New York Yankees. O time rival alega que o Red Sox utiliza os relógios da marca Apple para passar informações à seus jogadores.

A investigação chegou à conclusão de que o Boston Red Sox recebia vídeos dos responsáveis pelos replays nas transmissões de TV e especula-se de que o fato vem acontecendo há alguns jogos. Ainda não se sabe qual será a punição aplicada, mas vale lembrar que o time de Massachusetts é o atual primeiro colocado de sua divisão.

Como prova usada pelo time rival, há um vídeo que mostra um membro da comissão técnica olhando seu relógio e então, entrando em comunicação com os atletas. Nas imagens, o treinador dos atletas de Boston Jon Jochim se comunica com os jogadores após receber transmissões eletrônicas via Apple Watch dos sinais de pitching do Yankees.

LEIA TAMBÉM: Gatinho invade jogo de beisebol e dá mordida quando tentam tirá-lo de campo

Declarações

Em defesa, o manager do time de Boston, John Farrell, disse que é comum por parte jogadores, tentarem roubar sinal, mas afirma que não sabia do uso dos eletrônicos. "Eu estou ciente da regra ", falou. "Os dispositivos eletrônicos não devem ser usados nos bancos de reservas".

Rob Manfred, comissário da MLB
Reprodução
Rob Manfred, comissário da MLB

LEIA TAMBÉM: Após xingamentos homofóbicos, jogador vai doar parte de salário para grupos LGBT

O comissário da MLB, Rob Manfred, afirmou que vai ordenar uma apuração mais aprofundada para obter provas concretas. "Vamos realizar uma investigação minuciosa de ambos os lados", disse. "Estamos 100% confortáveis de que não é um problema permanente", completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.