Kobe Bryant em ação pelo Lakers arrow-options
Getty Images
Kobe Bryant em ação pelo Lakers, o único time da NBA que defendeu na vida

O ex-jogador de basquete Kobe Bryant faleceu aos 41 anos após a queda de seu helicóptero particular, na Califórnia. Outras oito pessoas também morreram na queda, conforme a declaração da polícia local, incluindo a filha do atleta, Gianna Bryant. Tanto as outras três filhas de Kobe quanto sua esposa, Vanessa Bryant, não estavam a bordo.

LEIA MAIS: Filha de Kobe Bryant está entre vítimas do acidente

A informação foi inicialmente publicada pela TMZ, sendo confirmada em seguida pelo jornalista Adrian Wojnarowski, da ESPN, em sua conta no Twitter. Aposentado desde 2016, Kobe Bryant ostentou uma carreira irretocável nas quadras, sendo constantemente comparado aos maiores atletas da história do esporte, como Michael Jordan e Magic Johnson .

Nasce a Black Mamba

Kobe arrow-options
DIVULGAÇÃO/NBA
No início da carreira, Kobe utilizava a camisa de número 8

Apesar de ter jogado no Lakers durante toda a carreira, Kobe Bryant nasceu na Filadélfia, no estado americano da Pensilvânia. Seu pai, Joe Bryant, também era jogador de basquete, e passou por equipes como Houston Rockets, Philadelphia 76ers e San Diego Clippers.

Quando Kobe ainda era criança, seu pai recebeu uma proposta para jogar no AMG Sebastiani Basket, da Itália. Foi lá que o jogador americano conheceu a lenda brasileira Oscar Schmidt, tornando-se fã do ala da seleção brasileira.

Em 1991, Joe Bryant encerrou sua carreira, e a família retornou aos Estados Unidos. Ainda que não estivesse cursando uma grande faculdade, Kobe logo chamou atenção de olheiros. No draft de 1996, Kobe foi escolhido pelo New Orleans Hornets, mas não chegou a realizar qualquer partida pela equipe. Logo, trocou a equipe pelo Los Angeles Lakers, assumindo a camisa 8.

Em meados de 2007, quando já havia conquistado três vezes o título da NBA, Kobe trocou sua numeração para 24. Muitos rumores giram em torno do assunto, incluindo até mesmo um pedido da Nike a fim de buscar um afastamento da Adidas - antiga patrocinadora do jogador. Fato é que o Los Angeles Lakers decidiu aposentar ambos os números durante sua aposentadoria.

LEIA MAIS: Jogadores e celebridades lamentam a morte de Kobe Bryant

Ao todo, foram 1.566 jogos com a camisa do time californiano, sendo o jogador que mais defendeu uma equipe na NBA , entre 1996 e 2016.

Os números da lenda

- Bicampeão olímpico - 2008 e 2012;
- Cinco vezes campeão da NBA - 1999-00, 2000-01, 2001-02, 2008-09 e 2009-10;
- Duas vezes MVP das Finais - 2008-09 e 2009-10;
- Uma vez MVP - 2007-08;
- Quatro vezes MVP do All-Star Game - 2001-02, 2006-07, 2008-09 e 2010-11;
- 18 vezes presente no All-Star Game - 1997-98, 1999-00, 2000-01, 2001-02, 2002-03, 2003-04, 2004-05, 2005-06, 2006-07, 2007-08, 2008-09, 2010-11, 2011-12, 2012-13, 2013-14, 2014-15, 2015-16;
- Único jogador da NBA com mais de 30 mil pontos e 6 mil assistências;
- Segundo maior pontuador em uma partida - 81 contra o Toronto Raptors em 22 de janeiro de 2006.

O último jogo

Sua última temporada pelo Lakers marcou a ascendência de Kobe como um dos maiores jogadores da NBA. Foi um período marcado por muitas homenagens e bons resultados. Durante a temporada, suas médias foram de 17,6 pontos, 3,7 rebotes e 2,8 assistências - longe do auge, quando terminou com médias de mais de 40 pontos em cinco temporadas. Na carreira, fez 33.292 pontos e é o terceiro maior cestinha da história da NBA e o maior na história do Los Angeles Lakers.

Durante sua última partida, no Staples Center lotado, Kobe recebeu uma homenagem de Flea, baixista do Red Hot Chili Peppers, que tocou o hino nacional americano. Personalidades como Jack Nicholson, Snoop Dogg, Kanye West e os ex-jogadores Shaquille O’Neal e Magic Johnson estavam no local.

Este último, também considerado um dos maiores da história, rasgou elogios ao atleta. “Kobe foi a maior celebridade de Los Angeles nos últimos 20 anos. Não apenas um ícone esportivo, mas um dos maiores jogadores a vestir o manto roxo e dourado (cores do Lakers). Kobe nunca traiu o jogo, nunca enganou seus fãs”, disse Magic.

Fora das quadras

Kobe Bryant arrow-options
Reprodução
Kobe Bryant é o único jogador de basquete vencedor do Oscar

Depois da aposentadoria, Kobe manteve sua vida agitada. O ex-atleta continuou administrando sua agência de investimentos, a Kobe Inc, além de ter adquirido 10% da empresa de bebida isotônica Body Armor. Ele também abriu a Mamba Sports Academy, na Califórnia, oferecendo diferentes tipos de treinamento para jovens que querem ser atletas em diversas modalidades.

Na ESPN americana, Kobe também estreou o programa “Detail”, onde fazia análises táticas e ensinava as estratégias do basquete. Em 2018, Kobe criou o curta de animação “Dear Basketball” ao lado do produtor Glen Keane. A empreitada audiovisual lhe rendeu um Oscar.

Pai coruja

Sua filha, Gianna Maria-Onore Bryant, ou simplesmente Gigi, fez o pai retornar à beira das quadras de basquete. Ela é atleta da União Atlética Amadora, e teve Kobe como coach. Cinco vezes por semana, o ex-jogador reunia alguns amigos para treinar a equipe de sua filha.

Legado

Kobe arrow-options
Divulgação
Kobe Bryant ficará eternizado na história do esporte mundial

Kobe deixou uma marca que jamais será apagada, tanto na NBA quanto no esporte mundial. Joel Embiid, jogador do 76ers, time da cidade natal de Kobe, postou no Twitter que sonhava em ser o astro. “Comecei no basquete por causa dele. Estou devastado. Descanse em paz, lenda!”. Tom Brady, jogador de futebol americano do New England Patriots, também prestou suas condolências: “Já sentimos sua falta, Kobe. Descanse em paz”. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se manifestou no Twitter: “Uma notícia terrível”.

LEIA MAIS:  Relembre o poema de Kobe, durante seu último jogo pelo Lakers

Com um currículo invejável e ações filantrópicas, Kobe Bryant estará para sempre no hall dos grandes atletas do esporte mundial.

    Leia tudo sobre: NBA

    Veja Também

      Mostrar mais