Boxe
Instagram
Boxe

O mundo do boxe ficou chocado após, no último final de semana, o lutador Simiso Buthelezi , de apenas 24 anos, falecer depois de um curto período em coma.

O caso deu o que falar principalmente por conta de um vídeo da luta que viralizou, no qual, o jovem, totalmente desnorteado, desferiu golpes no ar, de costas para o adversário.

Porém, o caso não parou nessa tragédia. Siphesihle Mntungwa, adversário naquela luta, revelou que sofreu ameaças em decorrência do infeliz acontecimento e que já pensou em suicídio.

“Eu simplesmente não aguento mais. Só me resta uma coisa: vou me matar. Até meus vizinhos postaram mensagens muito feias sobre mim nas redes sociais. Eu não estou mais seguro. Eu não matei Simiso. Podemos estar envolvidos em uma luta de boxe, mas não era uma questão de vida ou morte", disse o boxeador ao Sowetan Live, um meio de comunicação sul-africano.

Siphesihle Mntungwa ainda detalhou a complicada situação familiar em que vive e como o boxe lhe deu a oportunidade de se sustentar.

"Tudo o que eu queria era ganhar o título, que talvez ajudasse a mudar a minha vida e a da minha família. Sou o único que trabalha em casa onde fico com meu irmão mais novo, minha tia e seus filhos, Minha mãe morreu quando eu tinha quatro anos, meu pai ainda está vivo, mas não ficamos com ele. Então, ganhar esse título ia me ajudar financeiramente. Mas as pessoas me chamaram de assassino. Poderia ter sido eu. Sem dúvida, a família de Simiso está passando por dor como qualquer outra família", acrescentou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários