Lewis Hamilton terminou o GP de Miami na sexta colocação
Reprodução/Instagram
Lewis Hamilton terminou o GP de Miami na sexta colocação

No último fim de semana, a Federação Internacional do Automobilismo (FIA) reforçou a proibição ao uso de joias por parte dos pilotos na Fórmula 1 , no Grande Prêmio de Miami. No entanto, o heptacampeão Lewis Hamilton (confira galeria de fotos abaixo) não ficou satisfeito com a declaração e, em protesto, compareceu em uma coletiva de imprensa com oito anéis, três relógios e diversos colares.

A entidade estipulou o GP de Mônaco como sendo a data limite para que Hamilton retire o piercieng. O piloto inglês não pretende ceder.


"Não vou cumprir. Tenho uma isenção e vou ter outras pelo resto do ano. Alianças de casamento são permitidas. Vou usar quatro relógios da próxima vez", afirmou Lewis Hamilton.

No dia 29 de maio, será realizada a prova nas ruas do circuito mais tradicional do automobilismo. Lá, Hamilton já conquistou três vitórias, em 2008, 2016 e 2019. Além das joias, a medida restringe também o uso de roupas íntimas, que foi instituída pelo novo diretor de provas da Fórmula 1, Niels Wittich, desde o Grande Prêmio da Austrália.

O argumento da proibição de joias feitas de metal se refere ao aumento na transmissão de calor, o que causaria um incêndio e risco de queimaduras, segundo Niels Wittich. Além disso, os acessórios prejudicam os procedimentos clínicos ou exames em situações de emergência.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários