Djokovic
Divulgação
Djokovic

Nos últimos meses, um dos principais nomes do tênis no mundo ficou conhecido por comentários irônicos à Covid-19. Entretanto, após se retratar e deixar o assunto de lado, Novak Djokovic (veja galeria de fotos abaixo) revelou viver uma nova doença.

Depois de ser derrotado para Andy Rublev por 2-6, 7-6 e 0-6, no ATP 250 disputado em Belgrado, Djokovic afirmou que não estava 100% fisicamente.

"Não se trata de coronavírus, não quero dar mais detalhes, mas é algo que afeta meu metabolismo", contou o tenista.

"É preocupante ter essa sensação na quadra. Não me senti cansado até o final do segundo sete. O jogo 5-4 foi um jogo longo e foi aí que comecei a me sentir mal. Também aconteceu comigo em Monte Carlo", acrescentou em entrevista coletiva.

Durante a grande final, na qual acabou sendo derrotado, Djokovic deu inúmeros sinais de cansaço, usando diversas toalhas de gelo nos intervalos entre os jogos.

Leia Também

Relembre a polêmica de Djokovic com a vacina da Covid-19

Djokovic, que pretendia atingir o recorde de 21 títulos em torneios de Grand Slam caso ganhasse o Open da Austrália, admitiu ter prestado falsas declarações para entrar no país. O jogador declarou que não tinha viajado nos 14 dias anteriores, mas na realidade tinha viajado da Sérvia para Espanha, enquanto no seu país natal deu uma entrevista admitindo que deu positivo à covid-19.

Após conflitos com o país da Oceania, o tenista acabou sendo deportado do país e ficou de fora de uma dos grandes torneios de seu esporte.

A Austrália, que tem eleições este ano, luta contra um pico nos casos de Covid-19, que passaram de menos de 2 mil por dia em dezembro para cerca de 150 mil na época da competição.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários