Pivô marcou seu primeiro gol com a camisa do time espanhol no último sábado
Divulgação
Pivô marcou seu primeiro gol com a camisa do time espanhol no último sábado

A missão do novo pivô do Inter Movistar, time de futsal que disputa a primeira divisão espanhola, é substituir um dos grandes atletas da história recente do clube. Guilhermão, que é natural de Santo André, ABC paulista, chegou à equipe para o lugar de Pito, destaque da Seleção Brasileira que saiu ao final da última temporada para defender o Barcelona. Ele marcou seu primeiro gol pela nova equipe neste sábado (12) e ajudou o time a vencer o Valdepeñas por 5 a 3. Após uma carreira vitoriosa desde as categorias de base até o profissional no Corinthians, agora ele busca repetir o sucesso nas quadras da Espanha.

Guilhermão começou a treinar no futsal ainda criança com o incentivo dos pais, mais como um hobby, sem a pretensão de se tornar profissional. “Claro que toda criança sonha em ser jogador, mas parecia muito distante. Nem eu nem meus pais tínhamos isso como meta no começo, era mais por diversão mesmo”, conta ele.

Aos 14 anos, com a ajuda da mãe, ele convenceu o pai santista a deixá-lo fazer um teste no Corinthians.  Logo de cara foi aprovado e passou a integrar as categorias de base do clube. Até então ele treinava como fixo, por uma questão de característica. “Eu nunca fui daqueles meninos habilidosos e dribladores. Eu era mais técnico, tinha muita força e raça. Então sempre treinei como fixo no futsal e quando jogava bola com os amigos, sempre era zagueiro”, relata ele.

Mas foi no campo que a vida e a posição de Guilhermão tiveram uma mudança drástica. Aos 15 anos, em paralelo com os treinos de futsal, ele também jogava futebol na categoria Sub-15, em um clube de Guarulhos, cidade da Grande São Paulo. Foi lá que ele fez as primeiras partidas como centroavante - e deu muito certo. Ele gostou da nova posição e começou a jogar bem no time e se destacar com gols.

Com isso, Guilhermão passou a treinar como pivô no futsal do Corinthians e a comissão técnica percebeu que ele renderia melhor na nova posição. Em 2015, o atleta passou a ganhar mais minutos em quadra no Sub-16. No ano seguinte marcou 58 gols na temporada e foi artilheiro dos campeonatos Paulista e Metropolitano. Já em 2018, o pivô marcou 84 gols pelo Corinthians na temporada e conquistou vários títulos importantes. Guilhermão foi campeão do Paulista e Metropolitano Sub-18, da Taça Brasil Sub-20 e dos Jogos Olímpicos da Juventude com a Seleção Brasileira, também conhecidos como Olimpíadas Sub-18, sendo artilheiro e destaque do torneio com 11 gols em cinco jogos disputados.

Leia Também

“Confesso que eu não esperava ser convocado para as Olimpíadas. Isso porque apesar de eu ter tido a melhor temporada da minha carreira com o Corinthians, a Seleção já estava com um elenco muito bom formado. Era o time campeão do Campeonato Sul-Americano contra a Argentina na final, que com isso se classificou para os Jogos Olímpicos. Mas um dos pivôs do time teve uma lesão e foi cortado. Foi aí que eu ganhei essa oportunidade, acabei jogando e sendo destaque”, diz ele.

Após isso, em 2019, veio o momento mais difícil da carreira. Guilhermão teve uma lesão no menisco do joelho direito, precisou passar por cirurgia e ficou cerca de três meses afastado das quadras. Perdeu campeonatos importantes com o Corinthians e algumas convocações para a seleção Brasileira. Mas depois de recuperado, o pivô conseguiu voltar à forma e ainda conquistou o título Estadual no mesmo ano.

Em 2020 Guilhermão foi a revelação da Liga Nacional de Futsal após o vice-campeonato com o Corinthians. Ele ainda tinha idade para jogar no Sub-20, mas já se destacava entre os profissionais. No ano seguinte, o atleta continuou sendo destaque na equipe alvinegra e começou a despertar interesse de fora do país. Com a saída do Pito para o Barcelona, foi contratado pelo Inter Movistar no início de 2022, ainda se recuperando de uma nova lesão no menisco.

Sobre a adaptação na Espanha, Guilhermão conta: “Achei que seria mais difícil com relação à língua, mas não está sendo tanto, aos poucos eu vou aprendendo. O clima aqui é mais friozinho do que no Brasil, mas nada insuportável, estou bem com isso também. A parte mais complicada era ficar sozinho, eu vim sozinho pra cá, mas agora a minha esposa chegou e eu estou me sentindo bem melhor”.

Completamente recuperado no início de fevereiro, Guilhermão agora está ansioso para seguir no novo desafio. “Estou muito feliz aqui, me adaptando rápido e já pensando nos próximos jogos. Fico muito feliz pelo gol, espero que seja o primeiro de muitos para ajudar a equipe da melhor maneira possível e deixar minha marca registrada na história desse clube”. Depois de vencer o Valdepeñas, o Inter Movistar agora encara o Elpozo Murcia no dia 19 de março em partida válida pela Liga Nacional da Espanha.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários