Mauricio Souza
Divulgação
Mauricio Souza

Mesmo afastado das quadras, o jogador de vôlei do Minas Tênis Club, Maurício de Souza (veja galeria de fotos abaixo) , mantém as postagens de teor homofóbico nas redes sociais. Em seu perfil no Instagram, que conta com mais de 279 mil seguidores, ainda constava, nesta quarta-feira, as publicações tecendo críticas à comunidade LGBTQIA+, como o beijo entre heróis da DC Comics, a placa que menciona a identidade de gênero na frente de um banheiro, além de outra que ele diz:

"Hoje em dia o certo é errado, e o errado é certo. Não se depender de mim. Se tem que escolher um lado, eu fico com o que acho certo. Fico com minhas crenças, valores e ideais."

O afastamento do jogador ocorreu após os principais patrocinadores cobrarem por uma atitude. O Minas Tênis Clube realizou uma reunião e tomou a decisão. O afastamento não é definitivo, mas também não foi definido o quanto irá durar esse período.

Maurício chegou a fazer uma retratação pública após a situação. A mensagem, porém, foi compartilhada apenas pelo Twitter, onde ele tem poucos seguidores. Nada pelo Instagram. "Pessoal, após conversar com meus familiares, colegas e diretoria do Clube, pensei muito sobre as últimas publicações que eu fiz no meu perfil. Estou vindo a público pedir desculpas a todos a quem desrespeitei ou ofendi, esta não foi minha intenção", escreveu o atleta no microblog.

O Minas Tênis Clube também se pronunciou oficialmente após toda a pressão sobre o central. Em nota, o clube afirma que o jogador está afastado e que o orientou a realizar uma retratação pública.

"O presidente do Minas Tênis Clube, Ricardo Vieira Santiago, se reuniu com o atleta Maurício Souza esta tarde e lhe informou sobre o seu afastamento por tempo indeterminado do Fiat/Gerdau/Minas. O atleta também recebeu uma multa e foi orientado a fazer uma retratação pública imediata", escreveu o clube.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários