Gabriel Medina
[email protected] (O Dia)
Gabriel Medina

A má fase do surfista Gabriel Medina continua. Após não conseguir a tão sonhada medalha nas Olimpíadas , o brasileiro está oficialmente fora da última etapa do Circuito Mundial de Surfe (WCT), que será realizada na Polinésia Francesa, entre 24 de agosto e 3 de setembro.

Porém, a ausência não tem motivos esportivos e se dará por ele não ter se vacinado contra a Covid-19.

(Veja abaixo uma galeria de fotos do surfista)

Em uma live em seu canal da Twitch, Medina, que segue vivendo uma grande polêmica na vida pessoal , explicou o motivo de não ter tomado o imunizante. 

Você viu?

“Não vou para Teahupoo porque não tomei a vacina, aí teria que fazer dez dias de quarentena, não dá tempo de ir do México para lá, que é uma seguida da outra. Então, serei obrigado a não ir. Sacanagem, mas de boa”, revelou.

Vale ressaltar que a vacina não era uma exigência do COI para a disputa das Olimpíadas em Tóquio, porém, o órgão recomendou e cedeu os imunizantes às respectivas confederações dos países.

Fora da última etapa, Medina poderá quebrar o ciclo de resultados ruins na etapa prévia, que ocorre em Barra de la Cruz, no México, entre 10 e 19 de agosto. Medina é o atual líder do campeonato de 2021 e venceu duas das seis etapas disputadas, conquistando outros três vices no Mundial.

Campeão em 2014 e 2018, Medina está com 46.720 pontos, contra 33.555 do  campeão olímpico Ítalo Ferreira .

Essa ausência, porém, não muda em nada o sonho pelo tricampeonato. Pelo novo regulamento, o campeão só será definido em uma etapa extra, o WSL Finals, disputado apenas entre os cinco primeiros colocados do ranking, do qual Medina já está classificado. O evento acontecerá nos EUA, no dia 8 de setembro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários