Gabriel Medina
Reprodução / Instagram
Gabriel Medina

A atriz e modelo Yasmin Brunet retomou o assunto relacionado ao veto que sofreu para acompanhar o marido, o surfista Gabriel Medina, nos Jogos de Tóquio, cuja previsão de início é no próximo dia 23.

Na última quinta-feira, 15, o jornalista Demétrio Vecchioli, do UOL, reportou que a Comitê Olímpico Brasileiro (COB) autorizou, de última hora, que a atleta de lançamento de discos Andressa Morais levasse o marido para a Olimpíada, no papel de treinador, mesmo ele não sendo técnico dela.

(Veja na galeria abaixo fotos da modelo)

Por meio do Instagram, Yasmin publicou trechos da notícia nos stories, recurso de postagem em que a publicação fica disponível apenas por 24 horas, e escreveu: “A verdade sempre aparece. Sabia que era pessoal”.

Você viu?

Ao longo deste último mês, Media e a esposa trataram publicamente do tema: ele tentou credenciá-la como parte do estafe olímpico, já que Yasmin, de fato, integra a equipe do atleta desde janeiro; a entidade vetou o pedido e alegou que o acompanhante credenciado seria o treinador dele, Andy King. Apesar das tentativas de negociação, o COB manteve a postura.

De acordo com a reportagem do UOL, o Comitê se justificou e disse que a medida só foi autorizada depois que a entidade, ao lado da Confederação Brasileira de Atletismo, encerrou as tentativas de substituição do técnico da atleta, que não poderá ir. E o marido de Andressa tem registro técnico, além da formação em Educação Física.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários