Enes Kanter
Instagram
Enes Kanter

Pivô do Portland Trail Blazers, o turco Enes Kanter dividiu com seus seguidores no Instagram mais um capítulo da luta contra o governo de seu país. Opositor ferrenho de Recep Erdogan, a quem chama de ditador, ele postou fotos rasgando e colocando fogo em um documento, que seria um mandado de prisão emitido na Turquia por supostamente ter insultado o presidente. À legenda, Kanter deu um tom debochado: "Parece que magoei um pouco os sentimentos de Erdogan".

Acusado de terrorismo pelas autoridades turcas, o atleta já escapou de ser preso em uma viagem à Indonésia, em 2017, mas teve seu passaporte cancelado. Seu pai, em Istambul, não conseguiu o mesmo feito: foi detido. Em junho do ano passado, Enes comemorou também nas redes sociais a libertação do professor de genética Mehmet Kanter: "Uau! Eu poderia chorar. Hoje descobri, sete anos depois de prenderem meu pai, levarem-no a um tribunal de fachada e o acusarem de ser um criminoso só porque ele é meu pai, ele foi libertado! Isso se deve à pressão que exercemos sobre o regime turco".

Você viu?

A perseguição a Kanter, que vive nos EUA há dez anos e não vê a família desde 2015, tem origem na amizade com o clérigo muçulmano Fethullah Gulen, que vive exilado na Pensilvânia e é acusado pelas autoridades turcas de ser um dos mentores da tentativa de golpe em julho de 2016. O movimento criado pelo pregador, chamado Hizmet, que busca promover a educação e a tolerância religiosa por meio da construção de grupos sociais, é considerado pelo governo uma organização terrorista.

Kanter, que tem média de 11.4 pontos e 11.1 rebotes por jogo nesta temporada, estará elegível para se tornar oficialmente um cidadão dos EUA em 15 de junho de 2021.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários