Serena
Reprodução
Serena

A lenda do tênis feminino, Serena Williams , deixou o Aberto da Austrália as lágrimas e deu a entender que talvez nunca mais retorne ao Melbourne Park.

Ao ser derrotada, a americana deu um longo aceno de adeus com a mão no coração à multidão dentro da Rod Laver Arena, após perder por 6-3 e 6-4 para a japonesa Naomi Osaka, nas semifinais.

Esta foi sua 11ª tentativa de vencer o Slam No.24, o que a faria empatar com Margaret Court no topo da lista. Ela perdeu nas últimas quatro finais importantes e, como fez 40 anos em setembro, está cada vez mais difícil superar a barreira.

Na coletiva de imprensa, inevitavelmente, foram feitas perguntas se suas ações na quadra eram uma forma de se despedir de um evento que ganhou sete vezes, a última vez em 2017, quando ela estava grávida de algumas semanas de sua filha. “Eu não sei. Se eu dissesse adeus, não contaria a ninguém", apontou.

Ela também falou dos erros cometidos na partida. "Eu não diria que estava nervosa, não. A diferença hoje foram os erros. Eu cometi muitos erros. Honestamente, foram oportunidades em que eu poderia ter vencido", disse.

Os olhos, porém, começaram a se encher de lágrimas e ela saiu de surpresa da sala de imprensa depois de uma pergunta relativamente simples sobre as falhas não forçadas durante a partida. Ao ser questionada, Williams abaixou a cabeça e disse apenas 'não sei, terminei'. Logo em seguida, deixou o local.

A final do torneio será disputada entre Osaka, que luta pelo segundo título em Melbourne, onde foi campeã em 2019, e por seu quarto Grand Slam, contra a americana Jennifer Brady (24ª), que superou a tcheca Karolina Muchova (27ª) na segunda semifinal, com parciais de 6-4, 3-6 e 6-4.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários