Lance

Nory
Instagram
Nory


O ginasta brasileiro Arthur Nory recuperou, na noite desta terça-feira, em Osasco, na cidade na região metropolitano de São Paulo, cerca de 33 medalhas que haviam sido roubadas há quatro dias dentro de sua casa . A Polícia Militar foi até uma lixeira após uma denúncia anônima e recuperou as premiações do atleta, que agradeceu nas redes.

De acordo com a investigação da Polícia, dois homens invadiram a casa do ginasta, que fica na capital paulista, na última sexta e renderam uma mulher de 64 anos, funcionária da casa. Os bandidos levaram as medalhas do atleta campeão - que já ganhou prêmios em Pan-Americanos, Copas do Mundo e Mundial -, uma mochila, chave de veículos, uma carteira de habilitação e dinheiro. A dupla teria fugido sem levar nenhum dos carros, que estavam estacionados na garagem.

Você viu?

Segundo o G1, diferente do que havia sido informado anteriormente, os bandidos não deixaram carta alguma se desculpando. Antes disso, o caso rendeu na cidade após Nory compartilhar o sentimento de perda das medalhas via rede social. Foi criada uma mobilização entre os internautas.

- Tristeza! Hoje, entraram na minha casa. Além do difícil momento que passamos, os bandidos levaram todas as minhas medalhas. São objetos simbólicos, mas elas representam todo o meu suor, trabalho e dedicação. Fiquem tranquilos, graças a Deus está tudo bem comigo. Quero continuar o meu trabalho para trazer mais medalhas para casa. Minha tentativa com esse aviso é pedir ajuda. Se vocês souberem dessas medalhas (seja sendo vendida em algum lugar) me avisem e devolvam. Elas tem um valor gigante para mim! - havia escrito ele. Após recuperar os objetos, Nory compartilhou um agradecimento.

- Muito, muito obrigado! Pela corrente, por compartilharem o roubo. Recuperadas todas as medalhas, Estou me tremendo todo e vocês não imaginam a emoçaão que é! Muito obrigado Polícia Militar, Polícia Civil, Marcelo, Dilson, Soldado Luz, Soldado Marie, soldado Merten, veículos de comunicação, TV, amigos, família. Todos que estavam se mobilizando - comentou ele.

Aos 27 anos, o ginasta é natural de Campinas, em São Paulo. Nory conquistou, em 2016, uma medalha de bronze nas Olimpíadas do Rio 2016, além de um ouro por equipes no Pan-Americano, em Lima 2019, e outro no Mundial 2019, na Alemanha. Em 2015, ele se envolveu em uma acusação de racismo.

O ginasta agredeceu em vídeo nas redes sociais. Veja:


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários