McGregor foi nocauteado por Poirier
Reprodução
McGregor foi nocauteado por Poirier

Segundo colocado no ranking dos pesos leves,  Justin Gaethje  assumiu, em entrevista para a ESPN americana, ter gostado de ver a derrota de Conor McGregor para  Dustin Poirier , no UFC 257.


"Não me sinto mal por ele. Estou feliz por Poirier . Estou feliz que Poirier foi lá e fez seu trabalho e acabou com ele. Adoro ver um “falador” ser nocauteado, não há nada que me faça mais feliz. Ver um pedaço de m*** cair no chão foi ótimo, adorei", disse Gaethje.

O lutador se pronunciou, também, sobre a suposta revanche entre Poirier e McGregor , alegando que o irlandês não merece uma outra chance.

Você viu?

"Acho que ele é um lutador de elite. Em que posição ele está classificado, sexto? Acho que deveria estar à frente de Tony (Ferguson) no ranking. Mas para dizer que quer uma chance pelo título a seguir, uma revanche contra Poirier, ele ou seu treinador são uns idiotas. Ele foi tratado de forma especial diversas vezes e não aproveitou esta oportunidade. Aquele evento foi para ele, aquele evento foi para ele vencer, e ele quer ser o Sr. Humilde agora", comentou a respeito.

Gaethje também destacou o fato de que seu rival ganhou somente uma luta dentro da categoria, ao enfrentar Eddie Alvarez. "Eu pensaria em nunca mais lutar no UFC se ele lutar pelo título novamente. Isso seria absurdo. Ele está em sexto e ganhou uma luta em toda a sua vida na divisão peso-leve, e escolhe quem vai lutar. Portanto, não tenho respeito por ele dessa maneira. Sim, gostaria de lutar com ele, (mas) não acho que deveria ser minha próxima luta", afirmou.

O lutador finalizou a entrevista dizendo que há inúmeras possibilidades nas divisões das posições. "Foi um fim de semana incrível para nós no peso-leve. Isso sacudiu muito a categoria. Realmente vai fazer com que os matchmakers do UFC se unam e tenham algumas ideias. Existem muitas opções. Vi que eles colocaram Dustin na minha frente no ranking, merecidamente. Ele é o número 1, eu sou o número 2, Charles (do Bronx) é o número 3, (Michael) Chandler o número 4. Não importa o que aconteça, tenho que me vingar de Poirier, então vou chegar lá, não importa como chegue", concluiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários