Hank Aaron
Reprodução
Hank Aaron

Hank Aaron, apontado com um dos maiores jogadores de beisebol de todos os tempos (para muitos o maior), morreu nesta sexta-feira, nos EUA. A confirmação foi dada por sua filha ao WSB-TV, em Atlanta. Ele tinha 86 anos.

Durante sua lendária carreira, ele esteve 25 vezes no All-Star e ganhou o prêmio MVP em 1957. Aaron fez sua estreia na MLB quando tinha apenas 20 anos e construiu uma carreira de 23 anos que entrou para o livro dos recordes. Em 1973, ele quebrou o recorde de 714 home runs de Babe Ruth (Veja o vídeo).


O jogador se aposentou em 1976 e foi indicado para o Hall of Fame em Cooperstown, em 1982. Ele também está no Atlanta Braves Hall of Fame e o time aposentou seu uniforme "44".

Você viu?

A prefeita da cidade de Atlanta lamentou a morte e a chamou de "devastadora". "Embora o mundo o conhecesse como 'Hank Aaron' por causa de sua incrível carreira recorde no beisebol, ele foi a pedra angular de nossa comunidade", afirmou Keisha Lance Bottoms.

Entre os muitos destaques de sua carreira, uma vitória na World Series em 1957 - o mesmo ano em que ganhou o MVP da Liga Nacional. Ele também ganhou três Gold Gloves, dois títulos de rebatidas e liderou em home runs em quatro anos diferentes

Hank terminou sua carreira com 755 home runs, um recorde que durou décadas até que Barry Bonds o quebrou em 2007.

Aaron foi um herói até o fim de sua vida. No início deste mês, Hank e sua esposa Billye foram para a Morehouse School of Medicine, em Atlanta, para tomar as vacinas da Covid-19, na esperança de inspirar outros negros americanos a seguirem seu exemplo .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários