Gordo
Reprodução
Gordo

Preso na última quarta-feira após envolver-se em um acidente de trânsito com vítima fatal no Rio de Janeiro , o especialista em ondas grandes Felipe “Gordo” Cesarano deu risada durante o trabalho feito pela perícia.

Além do exame de alcoolemia comprovar que ele estava embriagado, segundo o perito responsável pela análise, o surfista deu risada durante o exame e falava de forma "repetitiva e confusa".

“Indagado refere que estava em uma boate por volta de 5h e que agora seriam sete horas e está no Instituto médico legal, mas não sabe pra que. Ri durante o exame, fala de forma repetitiva, confusa, refere que teria tomado só cerveja. Não consegue realizar as manobras do exame neurológico de forma adequada (andar pé ante pé, fazer o quatro, dedo/nariz)”, diz o laudo.

De acordo com testemunahs, "Gordo", como é conhecido no mundo do surfe, dirigia o seu carro no sentido Zona Sul da Autoestrada Lagoa-Barra e perdeu o controle, atravesando o canteiro central e batendo de frente com carro de um sargento da Marinha que vinha em sentido contrário. Diogo da Silva, de 36 anos, morreu na hora. Já Felipe sofreu apenas ferimentos leves.

Por estar alcoolizado, ele foi preso em flagrante e vai responder por homicídio culposo. Logo após o acidente, o surfista foi encaminhado ao 12ª DP, em Copacabana, onde o caso foi registrado. Em seguida, foi levado para o presídio de Bangu.

Apontado como um dos maiores especialistas em ondas grandes do Brasil, Felipe chegou a ter uma de suas ondas usada no filme "Jurassic World", além de já concorreu ao Oscar de ondas gigantes da WSL.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários