O mundo do basquete ficou aterrorizado, na semana passada, após o ex-astro da NBA, Delonte West, aparecer em uma fotografia pedindo esmola nas ruas dos Estados Unidos .

O ex-armador, que atuou na NBA ao lado do astro LeBron James, além do brasileiro Anderson Varejão, ambos no Cleveland Cavaliers, e também teve passagens pelo Boston Celtics, Seattle SuperSonics, Minnesota Timberwolves e Dallas Mavericks, foi flagrado muito magro e irreconhecível. Diante do fato, passou a ser procurado pelo ex-técnico Doc Rivers, além de ex-companheiros de equipe, como Jameer Nelson.

Nesta semana, porém, Mark Cuban, dono do Dallas Mavericks e ex-chefe do West, encontrou o ex-jogador nas ruas e o levou para um hotel em Dallas, onde segue hospedado. Agora, ele e ex-companheiros de equipe tentam bolar uma estratégia para tentar convencer West a entrar em uma clínica para tratar seu vício.

O dono da franquia do Texas se ofereceu para pagar todo o tratamento de West, que chegou a ganhar US $ 16 milhões em sua carreira na NBA, após ser escolhido pelo Boston Celtics como o número 24 no draft de 2004. O armador jogou 432 jogos na melhor liga de basquete do mundo e teve média de 9,7 pontos; 3,6 assistências e 2,9 rebotes antes de encerrar sua carreira em 2012.

Delonte
Reprodução
Delonte

West, que sofre de transtorno bipolar, já foi protagonista de uma série de escândalos, mesmo quando ainda jogava.

Em 2009, ele foi preso portando várias armas de fogo, enquanto em 2012 foi multado pela própria NBA por enfiar um dedo na orelha de Gordon Hayward, no meio de um confronto entre os Mavericks e o Jazz. Em 2010, seu nome saltou novamente às manchetes quando houve rumores de que ele estava em um relacionamento com Gloria James, a mãe de LeBron James. 

    Leia tudo sobre: NBA

    Veja Também

      Mostrar mais