Maratonista luta pela vida
Instagram
Maratonista luta pela vida

O mundo dos esportes olímpicos está tomando duros golpe neste mês de julho. Após o atleta Agustín Vernice, membro da equipe de canoagem argentina, testar positivo para coronavírus , foi confirmado que o maratonista Tommy Rivers Puzey, luta pela vida.

Ele, que está hospitalizado desde início de julho e ficou em coma induzido nos últimos dias por graves problemas respiratórios - semelhantes aos derivados da covid-19 -, padece, na realidade, de um raro câncer.

Após várias semanas sem que os médicos conseguissem encontrar um diagnóstico para os seus sintomas e com três testes à Covid-19 negativos, foi descoberto um linfoma pulmonar primário extradonal, um dos cancros mais raros (representa 0,4% de todos os linfomas diagnosticados) que existem.

"O prognóstico para este tipo de cancro é pessimista, mas encontramos um grupo de médicos que não só adoram o Rivs, como realmente entendem a sua força mental e física. Vão começar a tratá-lo com altas doses de quimioterapia desde hoje, sabendo que toda uma vida de esforço treinou o seu corpo e mente para lutar contra esta batalha", disse Steph River, mulher do atleta, nas redes sociais.

Ainda segundo ela, suspeitou-se o tempo todo desse tipo de câncer, mas, devido à sua raridade, os médicos exploraram outras opções antes da Clínica Mayo fazer o diagnóstico final. "Não seria o Rivs se não fosse raro e agressivo", apontou Steph.

O maratonista começou a ver sua condição física se deteriorar rapidamente após uma indisposição ao visitar o Grand Canyon do Colorado, em junho. 

Tommy Rivs correu maratonas como a de Boston, esteve no Ironman de Kona (2015) e também em provas de trail running. Em seu currículo, ele traz vitórias na maratona de Arizona, em 2016 e 2017, e em Las Vegas, em 2018 e 1019.

Ele era um dos cotados a chegar aos Jogos Olímpicos de Tóquio  e estava se recuperando de uma lesão sofrida na maratona de Houston.

    Veja Também

      Mostrar mais