Lorenzo Sanz%2C ex-presidente do Real Madrid, morreu em decorrência do novo coronavírus
Reprodução/Flickr
Lorenzo Sanz, ex-presidente do Real Madrid, morreu em decorrência do novo coronavírus

O mundo vive em meio a uma das piores pandemias de sua história. O novo coronavírus já matou centenas de milhares de pessoas, dentre as quais algumas personalidades ligadas ao universo esportivo. Atletas , ex-jogadores, dirigentes e outros profissionais acabaram tendo suas vidas ceifadas após perderem a batalha para a doença. Veja abaixo algumas vítimas da Covid-19.

Leia também: Funcionário da CBF morre aos 49 anos com suspeita de Covid-19

Donato Sabia

Donato Sabia
Reprodução
Donato Sabia

Ex-meio-fundista italiano, Donato Sabia tinha 56 anos e morreu no dia 07 deste mês. O ex-atleta participou de duas finais olímpicas dos 800 metros, em Los Angeles (1984) e Seul (1988). Coincidentemente, o brasileiro Joaquim Cruz também esteve presente nestas provas, nas quais conquistou duas medalhas – ouro na primeira e prata na segunda. Pouco antes de sua morte, Sabia tinha perdido o pai, também por coronavírus.

Goyo Benito

Goyo Benito
Divulgação/Real Madrid
Goyo Benito

Ídolo do Real Madrid, o ex-jogador Goyo Benito foi outra vítima da Covid-19. O ex-zagueiro morreu aos 73 anos em decorrência de complicações provocadas pela doença. Benito fez história no clube merengue, onde jogou por 13 temporadas, tendo participado de mais de 400 partidas. O ex-jogador conquistou seis títulos do Campeonato Espanhol e levantou cinco troféus da Copa do Rei, marcando época no time de Madrid.

Tom Dempsey

Tom Dempsey
Reprodução
Tom Dempsey

Tom Dempsey era ex-jogador de futebol americano e morreu no dia 5 de abril, aos 73 anos. Ele se tornou uma lenda do esporte após ter marcado um field goal de 63 jardas (57 metros), quando atuava pelo New Orleans Saints, em 1970. O chute de Dempsey permaneceu como recorde da NFL até 2013, quando Matt Prater, do Broncos, superou a marca ao acertar um chute de 64 jardas.

Norman Hunter

Norman Hunter
Reprodução/Twitter
Norman Hunter

Campeão da Copa do Mundo com a Inglaterra em 1966, Norman Hunter morreu aos 76 anos. Além de ter a carreira marcada por ter ajudado a seleção inglesa a conquistar seu único título mundial, o ex-zagueiro também fez história no Leeds United, time pelo qual atuou em mais de 700 jogos e se tornou ídolo.

Lorenzo Sanz

Lorenzo Sanz
Reprodução/Flickr
Lorenzo Sanz

Lorenzo Sanz foi ex-presidente do Real Madrid entre 1995 e 2000 e faleceu em decorrência do novo coronavírus em 21 de março, após alguns dias internado em um hospital da capital espanhola. Lorenzo tinha 76 anos e já possuía alguns agravantes em relação à saúde, como problemas renais e diabetes.

Cody Lister

Cody Lister
Reprodução
Cody Lister

Jogador de beisebol universitário da Colorado Mesa University, Cody Lister tinha apenas 21 anos e morreu no início do mês. O atleta contraiu o vírus no fim de março, quando apresentou muita tosse e febre. Após piora em seu quadro de saúde, o americano foi internado, mas acabou falecendo no dia 7 de abril.

Francisco García

Francisco García
Reprodução/Instagram
Francisco García

Francisco García era técnico do time de futebol infantil do Atlético Portada Alta, da Espanha, e morreu com apenas 21 anos de idade. O treinador pertencia ao grupo de risco, pois tinha leucemia e realizava tratamento contra a doença. Ele morreu no dia 16 de março, após ter ficado uma semana internado em um hospital de Málaga.

    Veja Também

      Mostrar mais