Tóquio 2020 corre o risco de ser cancelada por conta do coronavírus
Reprodução/Instagram
Tóquio 2020 corre o risco de ser cancelada por conta do coronavírus

Apesar da epidemia do novo coronavírus, a ministra dos Jogos Olímpicos de 2020, Seiko Hashimoto, afirmou nesta quarta-feira (11) que é "inconcebível" o cancelamento ou o adiamento da competição.

Leia mais: Estilo Agostinho Carrara? Veja uniforme do Brasil para abertura de Tóquio 2020

Hashimoto admitiu que a decisão final se os Jogos de Tóquio serão ou não cancelados é do Comitê Olímpico Internacional (COI), mas ela destacou que é "inconcebível", tendo em vista a preparação dos atletas.

"Do ponto de vista dos atletas, que são os principais atores dos Jogos de Tóquio, quando se preparam para este evento que acontece uma vez a cada quatro anos, é inconcebível cancelar ou adiar", disse Hashimoto no Parlamento.

A ministra ainda declarou que a preparação das Olimpíadas está seguindo normalmente. O início dos Jogos de 2020 está marcado para o dia 24 de julho, em Tóquio, com a participação de atletas de mais de 200 países.

Nesta terça-feira (10), um membro do grupo executivo do Comitê Organizador das Olimpíadas sugeriu em uma entrevista ao jornal norte-americano "Wall Street Journal" que a competição seja adiada para 2021 ou 2022.

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o Japão possui 581 casos confirmados de coronavírus , além de ter registrado 12 mortes.

    Veja Também

      Mostrar mais