Tamanho do texto

Raras de serem encontradas, as moedas comemorativas podem custar mais de 400 reais por unidade; vote em sua favorita no final da matéria

Moedas de R$ 1 das Olimpíadas
Reprodução
Moedas de R$ 1 das Olimpíadas podem custar uma fortuna

O Brasil sediou as Olimpíadas em 2016, e para comemorar a realização do evento no país, o Banco Central emitiu moedas de R$1 comemorativas. Desde então, elas estão se valorizando e sendo vendidas por altos valores na internet.

Leia também: Site oficial das Olimpíadas de Tóquio inicia inscrições para venda de ingressos

No total, 17 modelos da moeda de R$ 1 foram emitidas, e com quantidade limitada. Quase três anos após a realização das Olimpíadas , é cada vez mais raro encontrar uma dessas moedas por aí, por isso o valor pago por colecionadores vem aumentado. Ao todo 20 milhões de unidades foram produzidas.

Em sites como o 'Mercado Livre', a coleção completa, com as 17 moedas, pode ser encontrada por até R$7.000, mais de R$400 por unidade.

Mas se você deseja adquirir a coleção completa e não tem todo esse dinheiro, basta uma busca nos menores preços do site para encontrar moedas sendo vendidas por até R$ 6. Caso encontre todos os modelos, seu kit custará "apenas" R$ 102.

Leia também: Atletas reclamam de defeitos em medalhas entregues no Rio 2016

Moedas de R$ 1 das Olimpíadas
Reprodução
Moedas de R$ 1 das Olimpíadas

A primeira moeda da coleção foi lançada em 2012, e homenageou a entrega da bandeira olímpica ao Brasil. Essa inclusive é a mais rara de ser encontrada para compra, e por consequência a mais valiosa.

As outras 16 moedas das Olimpíadas foram lançadas em quatro séries a partir de 2014, começando com as de atletismo, natação, golfe e paratriatlo. Até o início dos Jogos Olímpicos foram emitidas as demais (basquete, vela, paracanoagem, rugby, futebol, vôlei, atletismo paralimpico, judô, boxe, natação paralímpica, mascote olímpico e mascote paralímpico).