Tamanho do texto

Conselho Metropolitano aprovou moção para que prefeita manifeste o interesse da cidade em sediar as Olimpíadas de Inverno de 2026

O Conselho Metropolitano de Turim aprovou nesta quarta-feira, por unanimidade, uma moção que compromete a prefeita Chiara Appendino, do antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S), a manifestar, até 31 de março, o interesse da cidade em sediar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2026.

Leia também: Após 'não' de Roma, políticos querem levar Olimpíadas a Turim

Os anéis Olímpicos dos Jogos de Inverno
Ansa
Os anéis Olímpicos dos Jogos de Inverno

O órgão, que reúne vereadores de Turim e dos municípios de sua região metropolitana, juntou duas moções, uma do M5S e outra da oposição, para iniciar a caminhada olímpica da capital do Piemonte, que já recebera o evento em 2006.

"Estou contente em poder enviar uma manifestação de interesse, mas é justo distingui-la de uma candidatura para não se criar falsas expectativas", declarou Appendino, se comprometendo a levar o projeto "adiante" para transformá-lo em "candidatura".

A moção representa uma vitória da prefeita, que, na última segunda-feira, havia visto vereadores de seu próprio partido ajudarem a obstruir a discussão na Câmara Municipal sobre os Jogos de 2026.

Leia também: "Calor" derrete neve em PyeongChang e prejudica brasileiros nos Jogos de Inverno

A hipótese da candidatura veio à tona no último fim de semana, quando o fundador do M5S, Beppe Grillo, afirmou que as Olimpíadas de Inverno seriam uma "grande ocasião" para Turim - dois anos antes, ele fizera campanha para a prefeita de Roma, Virginia Raggi, também do movimento antissistema, abandonar a briga pelos Jogos de Verão de 2024.

Histórico

A capital do Piemonte sediou as Olimpíadas de Inverno em 2006 e já teria uma infraestrutura praticamente pronta para receber o evento novamente. "É um imprescindível ponto de partida a ser valorizado. Trata-se de uma enorme diferença em relação a qualquer outra cidade europeia, em particular com Roma, assim evitamos de imediato eventuais paralelismos", afirmou Appendino no início da semana.

Leia também: Conheça a primeira mulher brasileira a participar das Paralimpíadas de inverno

O governador do Vêneto, Luca Zaia, também queria candidatar sua região, em parceria com Trentino-Alto Ádige, mas essa possibilidade foi rechaçada pela província autônoma de Bolzano. Turim saberá se será sede dos Jogos de 2026 em 2019, ano que o Comitê Olímpico Internacional (COI) irá escolher.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.