Tamanho do texto

Eles poderiam estar na competição da Coreia do Sul se entidade permitisse

COI não aceitou alguns atletas russos para os Jogos de Inverno em Pyeongchang, na Coreia do Sul
Divulgação
COI não aceitou alguns atletas russos para os Jogos de Inverno em Pyeongchang, na Coreia do Sul

O COI (Comitê Olímpico Internacional) anunciou nesta terça-feira que não irá convidar para os Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang , na Coreia do Sul, os 15 atletas russos absolvidos da acusação de doping pela CAS (Corte Arbitral do Esporte). Segundo o comunicado emitido pela entidade, mesmo que as penas tenham sido retiradas, a decisão de sua comissão de rejeitar a participação dos 15 russos foi unânime.

Leia também: Rússia é parcialmente liberada para disputar Jogos de Inverno na Coreia do Sul

"Após as análises detalhadas realizadas pelo Painel, seus membros observaram que há elementos adicionais e/ou evidências que não podem ser consideradas pela Comissão Oswald do COI ", informou o comitê internacional.

Leia também: Após sofrer no Rio 2016, Rússia é banida dos Jogos de Inverno de 2018

O primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, afirmou em suas redes sociais que a decisão da entidade que rege o esporte olímpico é "vergonhosa", além de "injusta e ilegal, amoral e politizada".

Já Dmitry Peskov, porta-voz do presidente da Rússia, Vladimir Putin, lamentou a exclusão dos atletas, afirmando que a "decisão do CAS provou que tais suspeitas não tinham motivos".
Na quinta-feira (1), por "evidências insuficientes", o CAS anulou as penas de 28 atletas russos punidos por doping. Parte deles, por conta de seus bons índices, tiveram esperanças de participarem dos Jogos em PyeongChang, que começarão na sexta-feira.

Leia também: Pequim é escolhida sede dos Jogos de Inverno de 2022

Liberada parcialmente

No entanto, além de não poder contar com alguns de seus atletas, a Rússia foi parcialmente banida pelo COI dos Jogos Olímpicos de Inverno por conta do escândalo de doping no país, e participará da competição sob bandeira neutra.