Tamanho do texto

Após Kim Jong-un desejar que os Jogos de Inverno sejam "verdadeiramente um sucesso", ministro sul-coreano para a Unificação propôs uma reunião

A Coreia do Sul propôs uma reunião no dia 9 de janeiro para debater com os vizinhos da Coreia do Norte a possível participação de uma delegação norte-coreana nos Jogos Olímpicos de Inverno , que serão disputados em Pyeongchang entre os dias 9 e 25 de fevereiro.

Leia também: Olimpíada de Inverno em 2018, na Coreia do Sul, pode ser a mais fria em 20 anos

Cho Myoung-gyon, ministro sul-coreano da Unificação, e Kim Jong-un, ditador da Coreia do Norte, irão se reunir no dia 9 de janeiro
Reprodução
Cho Myoung-gyon, ministro sul-coreano da Unificação, e Kim Jong-un, ditador da Coreia do Norte, irão se reunir no dia 9 de janeiro

De acordo com o ministro sul-coreano para a Unificação, Cho Myoung-gyon, a decisão de se reunir com Pyongyang é uma "resposta" à declaração de fim de ano feita pelo líder da Coreia do Norte , Kim Jong-un, no dia 31 de dezembro (1º de janeiro no Brasil).

Na mensagem, que manteve um tom duro contra os Estados Unidos, o ditador norte-coreano disse desejar que as Olimpíadas na Coreia do Sul sejam "verdadeiramente um sucesso" e que estava pensando em enviar uma delegação esportiva ao evento.

Leia também: Após sofrer no Rio 2016, Rússia é banida dos Jogos de Inverno de 2018 pelo COI

"Esperamos que Sul e Norte sentem e discutam a participação do Norte nos Jogos e as maneiras para melhorar as ligações intercoreanas de maneira franca", acrescentou o ministro.

Na nota divulgada à imprensa, o presidente Moon Jae-in convida os Ministérios para a Unificação e do Esporte "a dar andamento, rapidamente, às medidas para reiniciar uma diálogo Norte-Sul" sobre a participação da delegação norte-coreana.

Leia também: "Barbie do muay thai" se prepara para migrar ao MMA; veja fotos da beldade

Anéis olímpicos no céu de PyeongChang, onde acontecerão as Olimpíadas de Inverno
Twitter/Reprodução/pyeongchang2018
Anéis olímpicos no céu de PyeongChang, onde acontecerão as Olimpíadas de Inverno

Moon ainda afirmou, durante sua primeira reunião de Gabinete em 2018, que "uma melhoria das relações não pode ser separado" das questões nucleares. Se o encontro, de fato, ocorrer, ele será realizado na cidade de Panmunjon, conhecida como a "cidade da trégua".

China no apoio

Após o anúncio, a China informou que "acolhe de maneira positiva" as mensagens de diálogo entre os dois líderes da Coreia do Sul e Coreia do Norte. "Isso é uma boa coisa. Pequim apoia qualquer esforço eficaz no melhoramento das relações", disse em coletiva de imprensa o porta-voz do Ministério da Relações Exteriores, Geng Shuang.