Tamanho do texto

Golfista foi preso na Flórida, nos Estados Unidos, sob suspeita de estar dirigindo embriagado. Ele diz que estava sob efeitos de medicações

A prisão do golfista Tiger Woods foi notícia no começo desta semana na imprensa internacional. O atleta foi levado pela polícia por suspeita de ter dirigido embriagado na segunda-feira (29). Imagens liberadas pela polícia mostram os momentos de Woods na prisão. 

Leia também: Tiger Woods é preso nos Estados Unidos

Tiger Woods aparece algemado em vídeo liberado pela polícia
Reprodução
Tiger Woods aparece algemado em vídeo liberado pela polícia


No vídeo, liberado pela polícia de Jupiter, Tiger Woods aparece algemado e mostra bastante dificuldade para caminhar. Segundo informações do jornal britânico "The Telegraph", quando foi abordado por policiais na rua, antes da prisão, ele parecia estar dormindo ao volante enquanto o veículo permanecia ligado e se mostrada desorientado. No local foi feito um teste de embriaguez, no qual o atleta foi reprovado e, por isso, o encaminhamento dele para a prisão. 

As imagens divulgadas pela polícia local foram gravadas no mesmo dia da prisão, às 4h22 no horário local, e ainda mostram o teste ao qual Woods foi submetido para medir os níveis de álcool em seu organismo. Também de acordo com a publicação, os exames deram negativo. 

Leia também: Governo turco decreta prisão de jogador da NBA acusado de terrorismo

Algemado, Tiger Woods faz exames para testar níveis de álcool no organismo
Repordução / Revista Quem
Algemado, Tiger Woods faz exames para testar níveis de álcool no organismo


Uso de medicamentos

O golfista já havia dito aos policiais que não tinha consumido álcool ou drogas, mas que havia feito uso de medicamento. "O que houve foi uma reação inesperada à remédios prescritos. Não tinha notado que a combinação de remédios havia me afetado tanto", disse Woods em depoimento. 

Reação de amigos

A prisão do golfista repercutiu no mundo dos esportes. Em seu perfil no Twitter, o ex-número 1 Martin Kaymer postou um vídeo afirmando que a forma como o caso de Woods foi conduzida foi desrespeitosa.

Leia também: Maldição de ex-atriz pornô atinge astro da NBA; entenda

"Muita gente sabe o que aconteceu com Tiger nos últimos dias e há muitos comentários e opiniões e, a meu ver, isso é muito desrespeitoso. Todo mundo que está envolvido no golfe foi mudado pelo legado de Woods, pela sua maneira de jogar e tantas coisas que ele já fez. Ele juntou culturas e fez afro americanos se sentirem mais confortáveis jogando golfe. Ele já inspirou crianças, adolescentes e todos nós", comenta Kaymer.

"Acho de mal gosto quando o chutam quando ele já está no chão. Por que não tentar fazer o oposto e tentar ajudar quem tanto nos inspirou", continua. 

Tiger Woods foi solto e terá de comparecer à corte do condado de Palm Beach no dia 5 de julho.