Tamanho do texto

"Dependendo da forma como são praticados, os esportes da mente podem se enquadrar nas diferentes modalidades definidas pela lei"

A Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados aprovou na última semana o Projeto de Lei (PL) 5840/16, que reconhece os jogos de poker, xadrez e dama como esportes a serem inseridos no Calendário Esportivo Nacional do Ministério dos Esportes.

Leia também: Lutadora faz fotos sensuais e comenta sobre sexo: "30 minutos de preliminares"

A proposta feita pelos deputados Marco Antônio Cabral (PMDB-RJ) e Mariana Carvalho (PSDB-RO), contempla os chamados “jogos da mente”. O texto também prevê o reconhecimento do go (jogo de tabuleiro chinês) e bridge (conhecido como “xadrez de cartas”) como atividades de esportes no País.

Xadrez é um dos esportes aprovados pelo governo brasileiro
Reprodução
Xadrez é um dos esportes aprovados pelo governo brasileiro

A versão aprovada é o substitutivo da relatora, deputada Flávia Morais (PDT-GO), que optou por alterar artigo da Lei Pelé Lei 9.615/98, que define as modalidades esportivas, para incluir os jogos mentais.

Leia também: Governo turco decreta prisão de jogador da NBA acusado de terrorismo

Esportes da mente

"Dependendo da forma como são praticados, os esportes da mente podem se enquadrar nas diferentes modalidades definidas pela lei. Se eles forem praticados nos sistemas de ensino para o exercício da cidadania e a prática do lazer, serão considerados como desporto educacional", disse a deputada.

Leia também: Tiger Woods é preso por dirigir embriagado nos Estados Unidos

Pelo texto, caberá ao Executivo definir quais as modalidades de jogos serão classificadas como jogos mentais, o que abre a possibilidade para outras opções, além das previstas no projeto original.

"A sociedade e suas práticas são dinâmicas, surgindo sempre novas formas de interação esportiva, as quais não podem estar engessadas por lei, podendo ser incorporadas de forma mais eficiente por regulamento" justificou Flávia Morais.

A proposta ainda será analisada de forma conclusiva pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Nas Olimpíadas

Num gesto para atrair jovens e uma nova geração para o movimento olímpico, o Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou a entrada do surfe, skate e escalada como novos esportes dos Jogos. No pacote, a entidade ainda vai fazer um gesto aos japoneses, organizadores das Olimpíadas de 2020, e incluirão o beisebol/softball e caratê no evento a ser realizado daqui a quatro anos. As medidas visam rejuvenescer o movimento olímpico e, para isso, a aposta é cada vez maior em redes sociais e na internet.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.