Tamanho do texto

"A única coisa de falso, se assim podemos dizer, que tem na luta livre é o final do combate", comentou Gabi Castrovinci

Gabi Castrovinci em ação na luta livre
Divulgação
Gabi Castrovinci em ação na luta livre

Nesta semana, a lutadora Gabi Castrovinci sofreu um grave acidente e segue se recuperando nos Estados Unidos. Durante um treinamento, a brasileira quase quebrou o pescoço após levar um golpe, teve amnésia e vomitou bastante no local, sendo levada às pressas para ser avaliada em um hospital da cidade de Orlando, na Flórida.

Com vômito e amnésia, lutadora brasileira quase quebra o pescoço durante treino

Por estes e outros motivos, ela defende que a luta livre seja considerada um esporte. "Muitos tentam distorcer os fatos, mas a luta livre é um esporte sim pois é uma modalidade que exige muito do físico dos atletas", comentou Gabi.

De férias, lutadora brasileira reclama de hospitalidade em país do Caribe

"A única coisa de falso, se assim podemos dizer, que tem na luta livre é o final do combate. Tudo porque já sabemos quem vai ganhar antes de entrarmos no ringue. Mas isto não quebra o encanto da luta livre, que é um verdadeiro show para os amantes de artes marciais", finalizou a primeira brasileira a participar do WWE.

Veja fotos de Gabi Castrovinci:


    Leia tudo sobre: luta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.