Tamanho do texto

Jogo de boliche é regularizado como um esporte profissional e, inclusive, faz parte do programa dos Jogos Panamericanos desde 1991

Boliche já é esporte panamericano, mas ainda não olímpico
Divulgação
Boliche já é esporte panamericano, mas ainda não olímpico

Para muitas pessoas, jogar boliche não passa de um hobby de final de semana com os amigos, mas a prática é sim considerada um esporte regulamentado e sonha até com a inclusão nos Jogos Olímpicos a partir da próxima edição, em 2020, na cidade japonesa de Tóquio. Se ainda não é uma modalidade presente no cronograma olímpico, já é uma realidade quando o assunto é Jogos Panamericanos, onde é disputado desde a edição de 1991 em Havana, Cuba.

E mais
Futebol americano no Brasil: "Grandes jogos e grandes espetáculos"

E a campanha para fazer parte das Olimpíadas fez com que a World Bowling (Federação Mundial de Boliche) alterasse sua nomenclara para Federação Internacional de Boliche Dez Pinos, mudando também o formato dos jogos em seus campeonatos mundiais. As novas já regras foram testadas e o próximo passo é pleitear uma vaga no principal evento esportivo do planeta.

Kevin Dornberger, presidente da entidade, disse que acredita nesta possibilidade. "Estamos trabalhando muito para melhorar a atratividade do nosso esporte e os eventos que dirigimos estão mostrando isso. Vamos melhorar nossa apresentação para mídia e também para os espectadores. Isso nos levará aos Jogos Olímpicos? Não sei, mas eu rezo para que sim", admitiu em entrevista recente ao site "Inside The Games".

Confira
Cheerleader: sucesso nos EUA, prática engatinha no Brasil

Vale ressaltar que nas Olimpíadas de Seul, em 1988, o boliche marcou presença apenas como esporte de demonstração, sem disputa por medalhas. E o COI (Comitê Olímpico Internacional) preferiu não incluir no programa dos Jogos alegando que não se trata de um esporte competitivo e que não exige alto grau de dificuldade. 

Temos campeão, sim

Marcelo Suartz tem duas medalhas em Pan: ouro em 2015 e bronze em 2011
Saulo Cruz/Exemplus/COB
Marcelo Suartz tem duas medalhas em Pan: ouro em 2015 e bronze em 2011

O Brasil tem bons resultados no boliche . Marcelo Suartz, dono da primeira medalha da modalidade em Jogos Panamericanos (bronze em Guadalajara 2011) fez história em Toronto, no ano de 2015. Na final da competição, ele venceu o venezuelano Amleto Monacelli,  201 a 189, e conquistou também a primeira medalha de ouro para os bolicheiros nacionais

Curiosidades do boliche:

- Depois do futebol, o boliche é o segundo esporte mais praticado no  mundo inteiro;

- O numero de praticantes chega perto das 70 milhões de pessoas somente nos Estados Unidos, com premiações de milhares de dólares entre profissionais e amadores;

- No mundo, esse número de bolicheiros é estimado em 110 milhões, em 110 países, sendo 12 milhões de atletas federados;

- Um jogo parecido era praticado no ano 3.200 a.C. no Egito, sendo considerado o primeiro indício do esporte. Há registros também de práticas na Alemanha no século IV;

- O esporte como o conhecemos, com o nome de boliche, passou a ser praticado por volta de 1350;

- As primeiras regras foram formalizadas em Nova York, em 1895;

- O boliche passou a ser praticado por mulheres a partir de 1917, quando se criou a Womens International Bowling Congress (WIBC);

- Em 1952, o boliche foi jogado pela primeira vez em pista automática;

- Existem cerca de 260.000 pistas de boliche  no mundo inteiro.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.