Tamanho do texto

Sandro Dias fez tour pelo Allianz Parque e relembrou título do clube em 1994, com direito a comemoração dentro de campo

Sandro Dias, o Mineirinho, no Allianz Parque
Divulgação
Sandro Dias, o Mineirinho, no Allianz Parque


Pouca gente sabe, mas um dos maiores skatistas da história do esporte é fanático por futebol e palmeirense. Sandro Dias, conhecido também como Mineirinho, começou pegando o skate do irmão de um amigo para brincar e transformou a diversão em profissão. O talento foi consolidado com seis títulos mundiais, seis campeonatos brasileiros de skate vertical e três ouros em X-Games, mas as manobras radicais movidas pela paixão não foram só nas pistas.

Em entrevista à Revista Palmeiras, o skatista falou de toda sua torcida pelo clube e a loucura para comemorar o título paulista de 1994 no Estádio Bruno José Daniel, que fica em Santo André, a sua cidade natal.

Sandro Dias é palmeirense roxo
Divulgação
Sandro Dias é palmeirense roxo

O Palmeiras estava em campo para enfrentar o time da casa e uma vitória confirmaria o bicampeonato estadual. Mineirinho acompanhou da arquibancada a vitória por 1 a 0, gol de Evair, que garantiu o caneco ainda no intervalo.  Ao apito final, Sandro Dias não segurou a emoção e invadiu o gramado para comemorar:

"Muita gente invadiu, eu fui junto. E me lembro perfeitamente dos jogadores abraçados, pulando e jogando o Zinho para o alto. Eu me joguei no meio deles e fiz minha parte. Cara, posso falar que levantei o Zinho junto com o Edmundo e todos aqueles craques da época de ouro do Palmeiras", contou.

Sandro Dias não teve outra oportunidade de comemorar uma conquista alviverde de tão perto. Com a agenda lotada em viagens pelo mundo, o atleta segue acompanhando o time pela internet. Porém, em uma parada rápida no Brasil, ele fez questão de conhecer o Allianz Parque em um tour com direito a andar de skate na arquibancada e levantar a taça da Copa do Brasil.

Sandro Dias, o Mineirinho
Divulgação
Sandro Dias, o Mineirinho

"Eu recebi muitos convites para vir, mas só consegui aceitar agora. O nível do estádio é incomparável a qualquer outro no Brasil. Eu tive a oportunidade de visitar muitos estádios na Europa, e o nosso não fica atrás, muito pelo contrário, está de igual para igual. A estrutura, a acústica e o próprio tour são diferenciados. Realmente, houve um carinho e uma preocupação na construção da arena. O clube e toda a equipe estão de parabéns, fiquei impressionado e quero assistir a um jogo o quanto antes. Quero sentir a emoção de ver e ouvir isso aqui lotado", comentou.

Quando questionado sobre quais são seus ídolos, ele não titubeou. "Eu gosto muito do Marcão, por toda história que ele construiu no clube. Do elenco atual, o Fernando Prass também está fazendo o seu nome, caminha para ser um grande ídolo. Apesar de pouco tempo, ele já marcou muito uma época. Aliás, as safras de goleiros são sempre muito boas. Eu também gostava muito do Edmundo, briguento e sempre com muita raça, e isso é Palmeiras", disse o skatista.