iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

27/12 - 23:51

Correndo, crianças deficientes superam limitações e vivem dia de heróis

Sozinho, garoto de sete anos percorreu o trajeto de 50 metros com sua cadeira adaptada e foi ovacionado pelos torcedores na São Silvestrinha

Gazeta Esportiva

Aproximadamente 1,2 mil crianças de 6 a 15 anos participaram da 17ª edição da São Silvestrinha na tarde desta segunda-feira, entre elas algumas deficientes físicas e mentais. Superando suas próprias limitações, os pequenos competidores viveram dias de heróis no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa.

Sidnei Júnior, sete anos, foi anunciado com empolgação pelo locutor oficial da prova. Sozinho na pista, ele percorreu o trajeto de 50 metros com sua cadeira adaptada e foi ovacionado pelos torcedores. Ao completar a prova, ganhou os parabéns dos funcionários encarregados de retirar o chip de cronometragem e distribuir os kits de participação.

"Foi muito legal. Eu sempre gostei do esporte e vou acompanhar a São Silvestre pela televisão na sexta-feira", afirmou o garoto, devidamente protegido com capacete. Sidnei Júnior tem mielo hidrocefalia e participou da São Silvestrinha com o auxílio da CRIA-ITU, uma organnização não governamental.

"Acreditamos na inclusão social através do esporte e isso engloba tanto o atleta olímpico quanto o paraolímpico", disse Silvana Medeiros, vice-presidente da instituição. "Foi ele que manifestou a vontade de participar. Quando confirmamos a inscrição, ele disse: 'eu amo correr e eu vou para ganhar'. Estamos muito felizes", completou.

Marjorie de Camargo Sardinha, 11 anos, também participou do evento. No final, em meio a aplausos das arquibancadas, a garota que sofre de um leve autismo foi recebida pelo pai, orgulhoso. "Isso contribui bastante. Só de ver as outras crianças, ela já fica acelerada", explicou Mauro Lorenço Sardinha, advogado e corretor de imóveis.

O último deficiente a participar da competição foi Jean Carlos Correia, 15 anos. O garoto, que sofreu uma lesão medular no parto, ganhou sua cadeira de Jaciel Antônio Paulino, campeão da categoria Cadeirantes Masculino da São Silvestre do ano passado, e correu os 400 metros do percurso, assim como os demais competidores de sua faixa etária.

Como já tem a idade limite para participar da Sâo Silvestrinha, o garoto lamentou a impossobilidade de disputar a edição de 2011. Por outo lado, avisou que já está se preparando para participar da corrida principal. Risonho, Jean lançou um desafio para o atual campeão: "eu quero correr a São Silvestre e ganhar do Jaciel".

Eduardo Leonel, treinador do garoto, agradeceu pela oportunidade oferecida pela organização da São Silvestrinha. "Nessa idade, são muito poucas provas em que você pode inscrever um deficiente. É uma iniciativa muito boa e fundamental para crianças como o Jean", declarou.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias