Tamanho do texto

Investigação de autoridades da Ucrânia indicou que Amina Bulakh, de 18 anos de idade, estava com celular e headphones no momento da tragédia

Boxeadora Amina Bulakh morreu aos 18 anos de idade atropelada por um trem arrow-options
Arquivo pessoal
Boxeadora Amina Bulakh morreu aos 18 anos de idade atropelada por um trem

A jovem  Amina Bulakh , boxeadora de 18 anos de idade e que era considerada uma promessa do esporte ucraniano, morreu atropelada por um trem quando cruzava a linha férrea em Tarasivka, nas proximidades da capital Kiev.

Leia também: Atleta ganhador de cinco medalhas olímpicas morre atropelado em estrada

Segundo as investigações das autoridades da Ucrânia, a boxeadora estava usando seu celular e headphones no momento da tragédia.

Ainda de acordo com a perícia, Amina estava voltando de uma farmácia, não percebeu a apromixação do trem e acabou sendo atingida, morrendo no local.

"Circunstâncias trágicas tiraram a vida de uma jovem integrantes da seleção ucraniana de boxe", disse a Federação de Boxe da Ucrânia em comunicado oficial.

Em setembro, Amina Bulakh tinha conquistado a medalha de bronze no Campeonato Europeu Junior, disputado na Bulgária. "Em todas as disputas ela conseguia trazer uma medalha", disse Victor Fesechko, técnico da pugilista, ao site Obozrevatel .

Boxeadora Amina Bulakh morreu aos 18 anos de idade atropelada por um trem arrow-options
Arquivo pessoal
Boxeadora Amina Bulakh morreu aos 18 anos de idade atropelada por um trem

"Aos 10 anos, ela era uma menina pequena e esbelta. Chegou dizendo que queria ser boxeadora. Eu não treinava garotas na época. Então a mandei embora. Mas ela foi persistente, veio uma segunda vez, depois uma terceira vez. Eu a enviei a um outro treinador. Mas um mês depois, Amina reapareceu com o pai. Ele disse: Se ela quer, deixe-a treinar", continuou Fesechko.

Leia também: Lutadora leva pancada na cabeça e morre horas após luta de MMA

Segundo o treinador, a atleta treinou em três períodos diários entre os meses de maio e setembro deste ano. Ela estava em um período de descanso do esporte quando morreu. "Era quase como num quartel. Então ela pediu para descansar por um mês e meio porque estava exausta", declarou.

Além de ser boxeadora profissional, a ucraniana Amina Bulakh fazia faculdade de Administração.