Tamanho do texto

Megan Anderson tem 28 anos e é atual campeã dos penas na organização que a brasileira lutava antes de entrar no UFC; ela deve voltar só em julho

Dominante desde que estreou no UFC , Cris Cyborg derrotou, no último final de semana, a russa Yana Kunitskaya, no primeiro round, e manteve o cinturão peso-pena feminino, até 66kg, do Ultimate, em duelo que aconteceu em Las Vegas. Engana-se, porém, quem pensa que ela terá descanso até subir ao octógono novamente.

Leia também: Lutador quase perde o olho ao ser atingido por taco de beisebol durante combate

Megan Anderson é atual campeã peso-pena do Invicta FC e, além de parabenizar Cris Cyborg, a desafiou por um duelo
Reprodução
Megan Anderson é atual campeã peso-pena do Invicta FC e, além de parabenizar Cris Cyborg, a desafiou por um duelo "justo"

Atual campeã do Invicta FC - organização em que a brasileira lutava antes de ir para o UFC - na mesma categoria de Cyborg , a australiana Megan Anderson desafiou a curitibana. Nas redes sociais, ela parabenizou a oponente e em seguida sugeriu uma luta "justa" entre as duas, isto é, pelo peso-pena.

"Parabéns, Cris, pela vitória de hoje à noite. UFC, podemos fazer isso agora? Peso-pena x peso-pena? #ufc222", afirmou Anderson em seu Twitter. Ela enfatizou dizendo que a luta deve ser na divisão dos penas porque Cyborg tem encontrado dificuldades para encontrar desafiantes no UFC.

Leia também: Conheça Mackenzie Dern, a bela do UFC que vem sendo chamada de nova Ronda Rousey

Isso porque não existe sequer um ranking da categoria no Ultimate e são poucas as atletas até 66kg. Após o desagio, a brasileira não respondeu.

Luta brasileira

Logo após manter o cinturão ao vencer Kunitskaya, a experiente curitibana disse que estaria disposta a enfrentar Amanda Nunes , também brasileira, que a desafiou tempos atrás. Nunes, porém, é a atual campeã dos galos, categoria até 61kg.

Leia também: Boxeador é preso em Miami acusado de matar o próprio pai

A intenção de Dana White, presidente do UFC, é que o duelo acontecesse no dia 12 de maio, no UFC 226, marcado para o Rio de Janeiro. Cyborg, no entanto, não quer lutar tão cedo, porque precisa resolver coisas para resolver. A intenção dela é retornar ao octógono em julho, no UFC 226.

    Leia tudo sobre: luta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.